Editoriais \ polícia agora-to.com.br

Quarta-feira , 13 de Março de 2019 - 17hs50

policia

Polícia Civil realiza reunião com delegacias da Mulher e da Criança e do Adolescente

Fonte: Da Redação

Tamanho da Letra A- A+

Divulgação

A Secretaria da Segurança Pública do Estado do Tocantins (SSP/TO), através da Diretoria de Polícia do Interior, realizou na manhã desta quarta-feira, 13, na sede da SSP, em Palmas, uma reunião com as delegadas e delegados das Delegacias Especializadas em Atendimento à Mulher (DEAM) e das Delegacias Especializadas da Criança e do Adolescente (DECA) do interior do estado. Também esteve presente a comandante da Patrulha Maria da Penha, 1° tenente Roberta.  Ao todo, são 11 DEAMs e oito DECAs no interior.

Segundo a diretora de Polícia do Interior, delegada Raimunda Bezerra de Souza, o objetivo da reunião é tratar sobre a implantação do Fluxograma de atendimento à mulher vítima de violência doméstica e sobre o atendimento à criança e adolescente vítima, em relação à Lei da Escuta Protegida. A intenção é melhorar a qualidade dos serviços oferecidos a essas pessoas e manter equipes multidisciplinares de atendimento nessas delegacias, com psicólogos e assistentes sociais. E para isso, foi realizado um levantamento de dados da estrutura já existente para traçar um diagnóstico a fim de ampliar esses serviços.

A delegada explicou que com a Lei da Escuta Protegida, as crianças e adolescentes vítimas não podem ser ouvidos apenas com a presença de policiais. Para evitar sua revitimização, eles agora devem ser atendidos por equipes multidisciplinares. “E devido à ausência desses profissionais no interior do estado, o serviço tem sido prejudicado”, afirmou Souza.

Durante a reunião, foram feitas orientações no sentido de serem realizadas cooperações entre as delegacias e os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) dos municípios, assim como com as secretarias municipais de saúde. Ainda, conforme a delegada, já existe um termo de cooperação entre a SSP e a Secretaria de Saúde do Estado para que esses profissionais possam ser cedidos. Além disso, ela informou que “haverá outras reuniões com o objetivo de melhorar o atendimento à mulher e à criança e ao adolescente em situação de vulnerabilidade em todo o interior do Estado”. (Cláudia Santos)


Comentários enviados por leitores:

Sem comentários registrados/aprovados até o momento.
Quer ser o primeiro a comentar esta notícia? Clique aqui...

Plantão

+ Comentadas

Sem Informativos
2008 - 2019 Agora-TO seu portal de Notícias - Todos os direitos reservados | Contato/Fax: (63) 3214-1853 | redacao@agora-to.com.br