Editoriais \ tocantins agora-to.com.br

Quarta-feira , 16 de Outubro de 2019 - 14hs49

festival

Prefeitura de Porto Nacional lança 1º Festival do Pequi e Buriti do Tocantins nesta quinta, 17

Fonte: Da Redação

Tamanho da Letra A- A+

Com o intuito de fortalecer a cadeia de serviços e comércio do Município, principalmente a gastronomia, a produção de artesanatos e de produtos derivados do pequi e do buriti, que a Prefeitura Municipal, através da Secretaria da Cultura e do Turismo, lança nesta quinta-feira, 17, o 1º Festival do Pequi e Buriti da cidade. O evento acontecerá a partir das 20 horas, no Restaurante Rancho Mineiro, na Ilha de Porto Real. Na ocasião, haverá a degustação de cervejas artesanais da I Mostra de Cervejas Artesanais de Porto Nacional, que acontecerá simultaneamente ao Festival, nos dias 8, 9 e 10 de novembro, no Espaço Cultural Beira Rio.

Idealizado pelo secretário municipal da Cultura e do Turismo, Arnaldo Bahia, o 1º Festival do Pequi e Buriti está chegando para criar um ambiente favorável para o desenvolvimento turístico, inserindo Porto Nacional como destino e rota do turismo gastronômico do estado do Tocantins, estimulando a formalização de pequenos negócios como Empreendedores Individuais e, ao mesmo tempo, fomentando a produção artesanal, criando condições para sua comercialização.

Outro ponto de destaque é fomentar o turismo local, colocando a cidade em evidência regional, estadual e nacional, capacitar o atendimento de bares, restaurantes e hotéis para o Festival do Pequi e do Buriti de Porto Nacional, evento integrante do Circuito Cultural Turístico Portuense, bem como, capacitar os pequenos negócios de alimentação na categoria ambulante.

O público-alvo é turistas, visitantes, moradores e os empreendedores de pequenos negócios do Município, com suas atividades voltadas à cadeia cultural e turística, com ênfase na gastronomia portuense - bares, restaurantes, hotéis, receptivos turísticos e pequenos empreendedores de produtos alimentícios e artesanais.

Segundo o secretário Arnaldo Bahia, a realização do 1º Festival do Pequi e Buriti vai ser uma amostra da culinária tocantinense. A gastronomia será feita em cima dos frutos pequi e buriti, assim como os artesanatos. “São produtos típicos da vegetação do cerrado brasileiro, e que é de extrema importância evidenciá-los”, disse o gestor.

Junto com o Festival Gastronômico, o Secretário informou que haverá a I Mostra de Cervejas Artesanais de Porto Nacional. São fábricas do estado do Tocantins, sete cervejarias artesanais estarão presentes no evento, com diversos tipos de chopes, ofertando seus produtos. Uma exposição diferente e atrativa.

Vinte e cinco estandes estarão disponíveis para visitação do público, dentre as cervejarias, gastronomia e artesanatos. A condição natural de cada participante no Festival Gastronômico é ter produtos originários do pequi e do buriti. Haverá também shows com artistas locais e regionais, um trabalho que está sendo feito para valorizar os músicos portuenses e tocantinenses.

“Queremos trazer a comunidade, turistas, visitantes, empreendedores e os amantes do pequi e buriti para degustar essa culinária riquíssima do cerrado. São pratos distintos, mas com a mesma essência”, disse Arnaldo Bahia.

“O prefeito Joaquim Maia é um entendedor e um grande apoiador de todas as iniciativas da Secretaria Municipal da Cultura e do Turismo. Sem sua força, certamente não avançaríamos tanto. Muito mais faremos”, frisou o Secretário Arnaldo Bahia.

O que se espera com a realização do 1º Festival Gastronômico de Porto Nacional?

Os festivais gastronômicos são excelentes ferramentas técnicas para o incremento da atividade turística, pois possibilita a divulgação do próprio destino turístico do Município, como também, a cultura local. Além disso, provoca o aquecimento do comércio e do artesanato, o aumento da procura dos meios de hospedagem, sendo excelente oportunidade de se conhecer novas cozinhas e novos profissionais.

Dessa forma, com a realização do 1º Festival Gastronômico do Pequi e Buriti de Porto Nacional a Prefeitura espera pelo incremento da atividade turística, apresentando a culinária local, a produção de artesanatos e a comercialização de produtos derivados do pequi e do buriti; o fortalecimento da identidade gastronômica local através do pequi e do buriti, e, desta forma, atrair fluxo turístico para a cidade; e atrair visitantes e turistas através da organização e estruturação dos pequenos negócios ligados ao segmento do turismo gastronômico em Porto Nacional.

Outro resultado esperado é o aumento nos índices de pequenos negócios formalizados na modalidade MEI; a capacitação e preparação dos pequenos negócios para a excelência no atendimento e acolhimento ao visitante/turista; e a capacitação e preparação dos pequenos negócios para a comercialização de produtos e serviços durante a realização do evento.

Meta

A meta é capacitar e criar ambiente de negócios para 20 pequenos negócios ligados ao segmento do Turismo Gastronômico, à produção de artesanatos e comercialização de produtos derivados do Pequi e do Buriti, alimentícios ou não, em Porto Nacional.

Desafios

Entres os desafios estão os preços, que devem ser acessíveis; a elaboração de Pratos com o tema escolhido; a preparação dos pequenos negócios para atuar dentro do foco de Turismo Gastronômico; e estimular a produção de artesanatos e a comercialização de produtos, alimentícios ou não, derivados do Pequi e do Buriti.

Culinária Brasileira

Ao longo de mais de 500 anos de história, a culinária brasileira é resultante de uma grande mistura de tradições, ingredientes e alimentos que foram introduzidos não só pela população nativa indígena como por todas as correntes de imigração que ocorreram no período.

Cada região do país tem sua peculiaridade gastronômica e sua culinária adaptada ao clima e à geografia. Além disso, o próprio descobrimento do Brasil remete à culinária, já que as caravelas portuguesas desembarcaram aqui em 1500, enquanto, navegavam em busca das Índias e suas especiarias. Devido às diferenças de clima, relevo, tipo de solo e de vegetação, e povos habitando uma mesma região, é muito difícil estabelecer um prato típico brasileiro. A unanimidade nacional é, talvez, o arroz e o feijão, cujo preparo varia conforme a região. No entanto, a mistura de dois ingredientes tão comuns na mesa do brasileiro, apesar de característica, ainda não é suficiente para resumir toda a complexidade e a riqueza da culinária nacional.  (Texto Umbelina Costa)


Comentários enviados por leitores:

Sem comentários registrados/aprovados até o momento.
Quer ser o primeiro a comentar esta notícia? Clique aqui...

Plantão

+ Comentadas

Sem Informativos
2008 - 2019 Agora-TO seu portal de Notícias - Todos os direitos reservados | Contato/Fax: (63) 3214-1853 | redacao@agora-to.com.br