Siga nas redes sociais

Amastha visita Centro de Convivência dos Idosos e conhece dificuldades enfrentadas pela instituição


“Deixo claro que a decisão de doar o salário não tem cunho eleitoreiro, muito menos está relacionado ou vinculado ao apoio das instituições que poderão ser beneficiadas”, afirmou o candidato a prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP), durante visita ao Centro de Convivência dos Idosos nesta segunda-feira, 20, quando entregou à presidente da instituição, Karla Milhomens, cópia da declaração pública que registrou em cartório se comprometendo a doar os seus subsídios de prefeito, caso seja eleito pela população, a entidades da capital referentes aos quatro anos de governo à frente do paço municipal.


Na ocasião, Karla elogiou a atitude de Amastha. “Soubemos da notícia pela imprensa e esse ato nos trouxe muita alegria. Vemos que não é política de assistencialismo, mas a preocupação em apoiar uma entidade séria que já tem trabalho prestado na comunidade”, afirmou a presidente.


As dificuldades vivenciadas pela equipe do centro foram destacadas durante a visita. “Não temos uma linha de ônibus que chegue até aqui, o que dificulta muito a participação dos idosos, que precisam vir caminhando da Av. Teotônio Segurado, ou seja, uma distância de mais de 500 metros”, informou.


Segundo Karla, os obstáculos enfrentados para manutenção da instituição são inúmeros, “passamos por dificuldades para manter a entidade, temos parceria com universidades para desenvolvimento de algumas atividades, alguns idosos que têm condições financeiras nos ajudam com uma taxa de 20 reais, mas o que não é suficiente para manter o Centro”.


Amastha reforçou o compromisso de sua gestão com as instituições e movimentos sociais. “Palmas terá uma política de assistência social, com apoio técnico e suporte para que entidades como essa possam se sustentar sem depender de ajuda, mas com projetos para captação de recursos que existem e que muitas vezes não são utilizados”.

O centro atende atualmente 115 idosos, oferecendo atividades como hidroginástica, hidroterapia, fisioterapia, atendimento psicológico, recreação, além do grupo Memórias, que atende especificamente idosos com problemas de esquecimento e Alzheimer.

Entidades- Além do Centro de Convivência dos Idosos, a declaração pública registrada por Carlos Amastha atenderá a APAE de Palmas e a Comunidade Terapêutica Leão de Judá, que atua na recuperação de dependentes químicos. A proposta é que novas instituições sejam beneficiadas nos outros três anos de mandato

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo