Sexta, 07 Mai 2021

Telefone: 63 3214-1853 | Whatsapp: 63 98403-8418 | E-mail: [email protected]

Café Central

Renan diz que CPI não condenará por "convicção" ou "power points", mas "com provas"

Publicado em: Terça, 27 Abril 2021 21:45 Escrito por Agência Senado
Avalie este item
(0 votos)
De acordo com o relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), já há muita coisa "já produzida no que se refere a provas, a postagens, a atos publicados"  Créditos da imagem: Edilson Rodrigues - Agência Senado De acordo com o relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), já há muita coisa "já produzida no que se refere a provas, a postagens, a atos publicados"

Em entrevista coletiva concedida após a instalação da CPI da Pandemia nesta terça-feira (27), o relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), disse que "tem muita coisa já produzida no que se refere a provas, a postagens, a atos publicados", e que cabe agora à CPI "dar as respostas que a sociedade cobra". Também durante a entrevista, Renan garantiu que conduzirá sua ação sempre baseado nos valores do estado democrático de direito, sem perseguições.

 

— A CPI investiga se por ação, omissão, desídia ou irresponsabilidade alguém colaborou para que a matança avançasse. Vamos apurar, mas com critérios. Só valerão provas efetivas. Não vamos condenar por convicção ou fazer power points contra ninguém — reiterou, replicando o que disse durante a reunião.

Documento da Casa Civil

Também durante a entrevista, o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse que o curso das investigações pode fazer com que a CPI solicite formalmente à Casa Civil o documento, cuja existência foi revelada pela imprensa no final de semana, em que são listadas 23 acusações que o governo deve sofrer no decorrer dos trabalhos.

— Foi uma contribuição importante do governo para ajudar nas investigações. Aponta alguns aspectos que estarão em nosso plano de trabalho, e a questão dos povos indígenas, que estava passando ao largo. O roteiro da Casa Civil é uma colaboração para as investigações, e talvez seja necessário e de bom tom solicitarmos oficialmente este roteiro — afirmou Randolfe.

Requerimentos

Também presente à coletiva, o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), informou que na reunião de quinta-feira deverão ser aprovados os requerimentos para que sejam ouvidos os ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello, além do atual, Marcelo Queiroga. Também deverão ser aprovados requerimentos com solicitação de informações ao governo. Aziz ainda destacou o caráter propositivo que, a seu ver, a CPI terá.

— Mais que apontar culpados, a sociedade espera soluções práticas para a vacinação, falta de oxigênio, de kits hospitalares, medicamentos, UTIs e EPIs. Esta CPI será diferente de todas que vocês já viram, porque pesquisas mostram que é a CPI que está praticamente na casa de todos os brasileiros — disse Aziz em referência à pandemia.   

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Compartilhar nas redes sociais

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias em destaque

O Portal Agora-TO é um site de notícias voltado para a divulgação de informações do Tocantins e do Brasil e é editado sob a responsabilidade da Moara Comunicação Ltda, empresa sucessora da Dias e Vallim Ltda., com 21 anos de experiência na área de comunicação e jornalismo.

Newsletter

Cadastre-se em nosso Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias e novidades do Agora Tocantins.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido. Odiamos spam!