Siga nas redes sociais

Caixa d’água e dengue: falta de limpeza pode afetar a qualidade da água e proliferação do mosquito

Foto: Divulgação

Após algum tempo de uso, toda a caixa d’água precisa ser limpa, ter uma regularidade no processo de higienização é essencial para garantir a segurança, a qualidade e a potabilidade da água consumida, protegendo a saúde das pessoas. A falta de limpeza adequada pode gerar desde entupimentos nos encanamentos da residência até o surgimento de bactérias e protozoários prejudiciais à saúde da sua família. Reservatórios sem tampa também correm o risco de se tornarem criadouros do mosquito da dengue.

O gerente de qualidade, saúde, segurança e meio ambiente da BRK, Antônio Rodrigues, explica que a BRK garante a qualidade da água distribuída nas cidades onde a empresa opera a rede de abastecimento, mas, a partir do momento que a água chega à caixa, a responsabilidade passa a ser compartilhada com o usuário. “Está nas suas mãos manter a caixa d’água limpa”, destaca.

O próprio morador consegue realizar a limpeza, confira as dicas da BRK:

1. Reserve os equipamentos

Luvas de borracha;

Escova de nylon nova;

Baldes;
Panos limpos;

Água sanitária.

2. Bloqueie o fornecimento

Feche o registro do cavalete da entrada e corte o fornecimento de água que vem da rua para abastecer sua caixa.

Ou, prenda a boia do reservatório para bloquear a entrada da água.

3. Esvazie a caixa d’água

Evite o desperdício. Use a água ainda armazenada na caixa para as atividades cotidianas.

Quando restar pouco mais de um palmo de água dentro da caixa, você pode iniciar a limpeza.

4. Feche a saída de água

Com a caixa com apenas um palmo de água, tampe a saída que vai para o encanamento para evitar que o material de limpeza desça pelos canos.

Não esqueça de colocar as luvas antes de começar!

5. Inicie a limpeza

Aplique a água sanitária e esfregue o fundo e as paredes da caixa d’água com uma escova de nylon nova e limpa.

Só água sanitária já é suficiente! Não use sabão, detergente ou qualquer outro produto na sua caixa.

6. Volte a encher o reservatório

Abra o registro do cavalete externo ou retire a boia e deixe que a caixa volte a encher de água.

Importante: Mantenha tampada a saída de água da caixa para os encanamentos da casa.

7. Despeje mais água sanitária e libere a saída da água para o encanamento

Com a caixa novamente cheia, despeje 2 litros de água sanitária para cada 1.000 litros de água. Aguarde 2 horas. Durante este período, não utilize a água armazenada.

Feche novamente o registro de cavalete e destampe a saída de água da caixa para o encanamento. Deixe que a água desinfectada desça pelo encanamento.

Atenção: Essa água não deve ser consumida e só pode ser reutilizada nas descargas e na faxina da residência.

8. Volte a encher o reservatório

Com a caixa novamente vazia, abra o registro do cavalete e deixe que o abastecimento seja retomado.

9. Reinicie o abastecimento

Agora, é só tampar a caixa d’água para evitar a entrada de sujeira e a propagação do mosquito da dengue.

Refaça todo o processo dentro de 6 meses.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo