Siga nas redes sociais

Curso na área de finanças contribui para melhoria da gestão do orçamento pessoal de servidores da educação do Tocantins

Divulgação
Todo mundo sabe que a necessidade de planejamento financeiro é uma realidade, em especial, em períodos de oscilações de preços nos produtos básicos. Contudo, como alcançar uma rotina financeira organizada em meio às contas básicas e ao orçamento apertado? Essa matemática adentrou a vida da servidora pública Ana Paula dos Santos Carvalho, 29 anos. Ela relata uma verdadeira transformação em sua vida financeira após fazer um curso de gestão financeira oferecido pelo Sebrae Tocantins em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO).
“A capacitação foi um divisor de águas. Agora consigo tomar decisões cada vez mais assertivas e, consequentemente, maximizar os resultados financeiros. O curso despertou em mim uma questão importante, que a maioria das pessoas não dá valor, que é a educação financeira”, completa.
Na prática, a servidora pública conta que adotou como hábito as anotações das receitas e despesas de sua casa, além de gastos básicos e pessoais. “E então comecei a fazer uma reflexão do que eu preciso comprar e do que é realmente necessário para determinado momento. Esse exercício me ajudou a olhar o meu dinheiro de outra forma, com mais amor e cautela”, diz.
A nossa entrevistada faz parte de um universo de 300 pessoas, entre servidores do IFTO e profissionais da educação municipais e estaduais de diversas localidades do Tocantins, que realizaram o curso de qualificação profissional em Gestão de Finanças Pessoais, ofertado na modalidade a distância. O curso, que contou com carga horária de 40 horas, teve início em setembro do ano passado.
O pró-reitor de Extensão do IFTO, Milton Maciel, destacou a importância da oferta desses cursos para profissionais da educação. “A educação financeira é uma ferramenta poderosa, especialmente para profissionais da educação. Os benefícios decorrentes dessa prática são amplos, abrangendo desde o desenvolvimento pessoal até o impacto positivo nos alunos e na comunidade como um todo”.
Já o analista do Sebrae Francisco Ramos, explicou que o objetivo principal do curso foi capacitar os participantes para que eles tenham a possibilidade de alcançar o controle ou até mesmo a independência financeira. Segundo ele, o curso ainda está disponível na plataforma para conclusão de forma assíncrona (sem o professor), até o final de fevereiro.
O analista ainda informa que dentre os participantes que finalizaram o curso, 70,59% conseguiram adotar um orçamento, 58,82% melhoraram sua gestão financeira pessoal e 50% tiveram êxitos em conseguir fazer uma reserva de emergência.
O profissional ainda indica que para administrar as finanças pessoais é necessário um controle muito bem-organizado e disciplina para acompanhar tudo o que entra e tudo o que sai da sua conta. Por isso, o especialista frisa que algumas questões são importantes quando o assunto é poupar. “Entre esses itens estão: identificar a origem das dívidas; controlar entradas e saídas com uma planilha; planejar o uso do cartão de crédito; manter atenção nas dívidas caras e, claro, ter uma reserva de emergência”, aconselha.
Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo