Siga nas redes sociais

Deputado Eli Borges visita Câmara Municipal de Palmas e Sucessão é o comentário do momento


A sucessão municipal e a visita do deputado Eli Borges (PMDB) à Casa foram um dos principais assuntos da sessão desta terça-feira, 12, na Câmara de Palmas. O vereador Folha (PTN), primeiro a abordar o assunto, disse aceitar conversas com os pré-candidatos do grupo que apoia o prefeito Raul Filho, desde que todos estejam presentes.


A vereadora Cirlene Pugliesi (PMDB) falou sobre a visita à Casa do deputado Eli Borges, pré-candidato do PMDB. Elogiou o trabalho do parlamentar e ressaltou a sua busca de apoio à candidatura. Destacou a humildade de Eli, que, segundo ela, veio à Casa para ouvir os vereadores e o presidente Ivory de Lira (PT), que também é pré-candidato.


Já o vereador Cavalcante (PSDB) afirmou que a Casa foi pequena para a solenidade de sexta-feira, 8, quando tomou posse como presidente metropolitano do PSDB. Na ocasião,o governador Siqueira Campos (PSDB) deixou claro o seu apoio à pré-candidatura do deputado Marcelo Lelis (PV), que também já ganhou a adesão do PHS.


“Política se faz com compromisso, pensando na coletividade”, afirmou Cavalcante, ressaltando ser contra qualquer tipo de compra de voto.

Educação

O vereador Milton Neris (PR) disse ter ficado feliz ao ver os números da Educação, de dezembro de 2004 até hoje. “Saltamos de 100 salas de aula para mais de 500”, informou. “Saltamos de três escolas, com três quadras cobertas, para mais de 20 com quadras cobertas e estamos fazendo mais seis.”


Para ele, Palmas está cumprindo o trabalho de proporcionar uma educação de qualidade. Informou que este ano a Prefeitura está construído mais nove Centros de Educação Infantil (Cmei’s). “Temos escolas que já atingiram mais de sete no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)”, afirmou. “Em algum momento, a sociedade vai fazer a sua avaliação e escolha, entre o que está dando certo e o desejo de ter o poder pelo poder”, previu, acusando o governo estadual de ter Palmas como o seu novo “objeto de poder”.

Saúde

A precariedade dos postos de saúde da zona rural, denunciada durante a sua campanha, foi o tema do pronunciamento do vereador Fernando Rezende (DEM). “A saúde de Palmas não está tão bem assim. Não estão conseguindo colocar energia nos postos de saúde.”


Com fotos e relatórios, o parlamentar citou diversos problemas, inclusive atendimentos feitos apenas uma vez por mês. Calculou que, de 10% a 20% da população de Palmas vive na zona rural, onde, segundo ele, há “inércia” do Poder Executivo. Fernando Rezende encaminhou os documentos ao gabinete do líder do governo, Milton Neris, solicitando que intermedie negociação com o Executivo para que dê prioriedade à área rural.


 Abuso infantil

A vereadora Vania Severo Vidal pediu ajuda da população para o projeto Menina dos Olhos de Deus, da Igreja Nova Aliança, que chega a Palmas em agosto. Vania informou que o projeto vai atender crianças, principalmente meninas, que sofreram abusos.


O vereador Folha (PTN) lembrou que, ao apresentar o projeto propondo o toque de recolher, preocupou-se em consultar a população a respeito do assunto. Citou a prostituição infantil e o consumo de drogas como alguns dos problemas existentes na maioria das cidades e que as ocorrências policiais envolvendo adolescentes diminuíram em municípios onde há o toque de recolher.


Citou matéria do jornal “Primeira Página”, onde 95% de população disse apoiar o toque de recolher. Manifestou-se triste com a suspensão, pela Justiça, de portaria do Juizado da Criança e Juventude que proibia a entrada e permanência de menores de 18 anos em discotecas, bailes públicos, boates, promoções dançantes e demais eventos noturnos de lazer, se as festividades neles realizadas forem do tipo ‘open bar’

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo