Siga nas redes sociais

Egressos de Residência em Saúde da Fesp participam de programa de treinamento do Ministério da Saúde, o EpiSUS

Enfermeiro Jonatas (à esq) recepciona a enfermeira Sara e o biólogo Ícaro no treinamento introdutório de campo do EpiSUS - Foto: Divulgação

Egressos da Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva da Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) estão participando do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde (EpiSUS) da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (MS) na modalidade avançada. O biólogo Ícaro Gonçalves Santos e a enfermeira Sara Gonzalez entraram para o treinamento este ano. O enfermeiro Jonatas Bezerra Tavares está no treinamento desde o ano passado.

O enfermeiro Jonatas Bezerra Tavares destacou que a residência em saúde da Fesp e o EpiSUS ajudaram na construção de seu conhecimento. “A Residência em Saúde Coletiva e o EpiSUS proporcionaram a oportunidade de construir uma sólida bagagem de conhecimentos em epidemiologia, vigilância de saúde e processos de gestão. Durante a residência, participei ativamente da elaboração do primeiro plano de contingência para o coronavírus. A residência foi um fator determinante em minha trajetória profissional, despertando um forte interesse em me especializar na área de Emergências de Saúde Pública, que é o foco de atuação do EpiSUS”.

“O treinamento do EpiSUS avançado é referência mundial. Aprender a lidar com emergências em saúde pública é uma resposta rápida. Todo esse conhecimento epidemiológico de campo possibilita o melhor raciocínio para tomadas de decisões em situações de surtos, epidemias e surgimento de novas doenças. A residência me trouxe experiência teórica e prática da vigilância e epidemiologia, o que permitiu que eu tentasse ingressar nesse processo seletivo tão difícil e concorrido”, disse o biólogo Ícaro Gonçalves Santos.

Para participar da seleção do EpiSUS, os candidatos precisam passar em três etapas. A primeira envolve a análise de documentos, a segunda consiste em entrevistas para avaliar o conhecimento e a capacidade de raciocínio epidemiológico, e a terceira é realizada presencialmente em Brasília (DF) e inclui atividades de investigação epidemiológica, vigilância em saúde e discussões em grupo, além de três provas escritas.

Sobre o EpiSUS

O EpiSUS é o Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde, do Ministério da Saúde (MS), que foi implementado no ano 2000. Atualmente, existem três níveis do programa: fundamental, intermediário e avançado, além da formação de tutores em epidemiologia.

O treinamento visa preparar profissionais para atuarem em situações de interesse que envolvem a saúde pública em apoio aos Estados e municípios do país, a partir da aplicação da epidemiologia.

Durante o treinamento, o profissional realiza diversos trabalhos de campo, como a avaliação ou implementação de um sistema de vigilância, a elaboração de boletins e informes com análises de dados, bem como a participação em cursos e eventos técnicos-científicos, a realização de estudos epidemiológicos em resposta a emergências e situações de interesse em saúde pública, a realização de pesquisas aplicadas aos serviços e a publicação de artigos científicos.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo