Siga nas redes sociais

Em 24 horas, novo desmatamento é flagrado em Crixás

A fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) flagrou o desmatamento irregular de 14,41 hectares de vegetação nativa em uma propriedade rural no município de Crixás, na região norte de Goiás.

O responsável foi multado em R$ 32,4 mil e a área foi embargada para qualquer finalidade que não seja a de restaurar o dano ambiental causado. Os fiscais também apreenderam uma escavadeira hidráulica avaliada em R$ 250 mil, que estava sendo usada no ato ilícito.

De acordo com o auto de infração lavrado pela Semad, 2,35 hectares de desmatamento aconteceram em Área de Preservação Permanente (APP); 0,16 em reserva legal; e 11,9 hectares fora de APP e de reserva legal.

Outro caso: Nova Crixás

Esse é o segundo flagrante de supressão irregular de vegetação realizado pela Semad em 24 horas. No dia 25 de janeiro, a equipe da secretaria identificou desmatamento ilegal de pouco mais de 37 hectares em uma propriedade rural localizada no município de Nova Crixás, além do funcionamento de uma carvoaria sem licença e do uso de uma motosserra sem registro.

Em Nova Crixás, a Semad aplicou R$ 151,1 mil em multas, embargou a área para quaisquer atividades que não disserem respeito à reparação do dano ambiental e apreendeu: uma bomba de abastecimento, dois tratores CBT, uma motosserra, uma pá-carregadeira , 35 mancos de aroeira sem origem comprovada e 30 metros de uma corrente grossa usada para desmatar conhecida como “correntão”. As máquinas e equipamentos estão avaliados em quase R$ 150 mil. 

 

Fonte: Tribuna do Planalto 

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo