Siga nas redes sociais

Em Almas, vice-governador Laurez Moreira abre oficialmente a 8ª edição da Agrosudeste

Vice-governador Laurez Moreira e equipe do Governo abrem oficialmente a 8ª edição da Agrosudeste. Evento se estende até o sábado, 13, e conta com mais de 50 expositores - Foto: Marcio Vieira/Governo do Tocantins

Com a expectativa de uma movimentação financeira na ordem de R$ 50 milhões, a 8ª edição da Feira Agrotecnológica da Região Sudeste do Tocantins (Agrosudeste) foi aberta oficialmente nesta quarta-feira, 10, pelo vice-governador do Tocantins, Laurez Moreira. O evento é realizado anualmente no Parque Agrotecnológico Neiçon Gomes, em Almas, com o apoio do Governo do Tocantins.

A Agrosudeste está sendo realizada no período de 10 a 13 de abril e conta com mais de 50 expositores do Tocantins e de outros estados especializados em agronegócios e cerca de cinco instituições financeiras. O evento constitui o maior do gênero na região sudeste do Estado e a expectativa é de que 18 mil pessoas visitem o parque durante o evento, que conta com o que há de mais avançado em tecnologia, oportunidades de conhecimento e de negócios.

Na condição de representante do Executivo Estadual, o vice-governador Laurez Moreira salientou que a Agrosudeste está consolidada como o maior evento da região sudeste do Tocantins e destacou a presença do Governo do Tocantins. “Com alegria, estamos aqui neste evento importante para Almas e para toda a região sudeste do Estado. É uma referência em nosso estado, portanto é motivo de orgulho podermos representar o governador Wanderlei Barbosa nesta feira, porque o agro é a atividade econômica mais importante do Tocantins”, pontuou Laurez Moreira. O vice-governador visitou todos os estandes e conheceu as vitrines tecnológicas da Unitins, com experimentos de culturas regionais, como arroz, feijão, milho e outras.

O secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, Jaime Café, destacou a feira como um evento marcante para a região e para o Tocantins, pelo apoio ao setor agropecuário. “A Agrosudeste constitui um evento marcante aqui na região sudeste. Ela tem como mote principal o apoio ao pequeno, ao médio e ao grande produtor, trazendo tecnologia, trazendo o que há de novidade no meio agropecuário do nosso estado, então é um momento muito importante para a comunidade do sudeste e o Governo do Estado”, salientou o secretário.

A Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), parceira e protagonista da área tecnológica, conta com um estande no local, onde estão sendo realizadas palestras e outras iniciativas voltadas para a área do conhecimento, como vitrines agrotecnológicas com experimentos de culturas típicas da região, como explica o reitor da instituição, Augusto Rezende. “É uma feira muito importante para a Universidade Estadual do Tocantins, porque nós temos o câmpus de Dianópolis, que articula nesta região enquanto matriz de desenvolvimento. Então, para o evento, a Unitins trouxe o que há de melhor na sua vitrine tecnológica, os projetos de água, o atendimento na área jurídica e a administração, proporcionando e oportunizando a ciência, tecnologia e inovação na Agrosudeste”, frisou.

O presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Washington Ayres, destacou a importância da feira para a região e do apoio do Governo do Estado. “A feira surgiu a partir de um dia de Campo e, atualmente, está consolidada como um dos principais eventos voltados para o agronegócio no estado. Isso foi possível graças ao olhar especial do governador Wanderlei Barbosa à agricultura familiar”, afirmou. O estande do órgão conta com amostras de apicultura, meliponicultura (abelha sem ferrão), hidroponia e piscicultura.

Extensionista do Ruraltins e organizador da feira, João Filho, informou que a expectativa é grande em torno desta edição. “As expectativas são as melhores possíveis, porque conseguimos colocar tudo em dia para a abertura oficial nesta quarta-feira. Esperamos atingir a casa de 18 mil visitantes e levar, ao produtor rural, muito conhecimento, muita tecnologia e fazer a integração da pecuária e da agricultura com a mineração. Com isso, vamos promovendo a região sudeste e levando mais conhecimento aos nossos produtores”, explicou, agradecendo o apoio do governador Wanderlei Barbosa pelo empenho na realização da Agrosudeste.

A Secretaria de Estado do Turismo (Setur) também participa desta edição da feira e atua com o projeto Cama e Café, capacitando moradores locais para receberem em suas casas, durante o evento, os feirantes e os visitantes, ampliando a geração de renda da comunidade local. “As feiras agrotecnológicas são um excelente momento para mostrarmos nossos potenciais aos visitantes de diversas partes do Brasil, além de serem um gerador de renda através do fluxo turístico, por tudo isso somos parceiros dessas iniciativas”, afirmou a Josélia Costa, que representou a Setur no evento.

Entrega de título 

Na oportunidade, o vice-governador Laurez Moreira realizou a entrega simbólica de um título definitivo de terra ao produtor rural Luís Fernando Salim. O produtor agradeceu ao Governo do Tocantins e comemorou o fato de, agora, poder desenvolver melhor suas atividades, porque pode contrair empréstimos em instituições financeiras. “Eu estou muito satisfeito e agradeço ao Governo do Estado. Agora, tenho direito a fazer financiamento para trabalhar na minha fazenda da melhor forma”, comemorou.

Mineração

O pavilhão da Agência de Mineração do Tocantins (Ameto) também está presente na Agrosudeste e conta com uma estrutura que compõe oito estandes, com apresentação dos potenciais minerais da região, expositores de amostragem de minérios, workshop com especialistas da área e empresas mineradoras da região. O presidente do órgão, general Marco Martin, afirmou que Almas já é uma produtora de ouro e o Tocantins tem um grande potencial mineral. “O sudeste se tornará a fronteira mineral, não só do nosso Estado, mas também do Brasil. Então, eu vejo a nossa participação aqui, não só como uma questão de apoio à feira, mas uma questão vital para o desenvolvimento regional. A mineração não estar nessa feira seria um ato de desrespeito ao potencial dessa região”, enfatizou.

Vitrine

O evento constitui também uma importante vitrine para o segmento dos pequenos produtores artesanais, a exemplo da mãe de família Maria Divina Cordeiro da Silva de Cirqueira, que sempre está presente em todas as edições. Ela vende feijão, farinha, doce de buriti, açafrão da terra, molho de pimenta e outros. “Pra nós, é maravilhoso esse evento, estimula a gente produzir mais“, comentou.

De Goiânia, dona Suelene da Mata Coriolano afirmou que está expondo seus produtos pela segunda vez. Ela expõe fichas de retalho e bijuterias. “É a segunda vez que venho aqui. A Agrosudeste, além de poder vender, serve de vitrine para meus produtos”, frisou.

Realização

A Agrosudeste é realizada pela Central das Associações dos Produtores Rurais de Almas e Porto Alegre do Tocantins (Cenaprap) e conta com a parceria da Prefeitura de Almas, da Aura Minerals, da Fazenda EPP, da Cemar, da Embrapa, e do Governo do Tocantins, por meio do Ruraltins, do Colégio Agropecuário de Almas, da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), da Agência de Transporte, Obras e Infraestrutura (Ageto), do Instituto de Terras do Tocantins (Itertins); das secretarias de Estado da Educação (Seduc); da Agricultura e Pecuária (Seagro); do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh); da Segurança Pública (SSP); dos Povos Originários e Tradicionais; da Mulher; da Cultura; do Turismo; da Aquicultura; de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (Sics); e da Juventude e Esportes, além da Agência de Mineração do Tocantins (Ameto).

Laurez Moreira salientou que a Agrosudeste está consolidada como o maior evento da região sudeste do Tocantins – Márcio Vieira/Governo do Tocantins

Secretário da Agricultura, Jaime Café, classificou a feira como um evento marcante – Márcio Vieira/Governo do Tocantins

O reitor da Unitins, Augusto Rezende, disse que a instituição é matriz de desenvolvimento na região – Márcio Vieira/Governo do Tocantins

O presidente do Ruraltins, Washington Ayres disse que o Governador Wanderlei Barbosa dedicou um olhar especial à agricultura familiar – Márcio Vieira/Governo do Tocantins

Presidente da Ameto, General Marco Martin, disse que a região sudeste vai se tornar uma fronteira mineral – Márcio Vieira/Governo do Tocantins

Dona Maria Divina Cordeiro Silva Cirqueira disse que a feira incentiva a produzir mais – Márcio Vieira/Governo do Tocantins

Suelene da Mata Coriolano é de Goiânia e disse que a feira representa uma vitrine para as suas colchas e bijuterias – Márcio Vieira/Governo do Tocantins

Expectativa é de que a 8ª edição da Feira movimente por volta de R$ 50 milhões – Lucas Souza/Governo do Tocantins
Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo