Siga nas redes sociais

Em Gurupi, homem condenado por tráfico de drogas é preso pela Polícia Civil por estupro cometido no último domingo

Um homem de 39 anos, de iniciais C.E.S., conhecido como Tatinha, já condenado pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, foi preso em flagrante pela Polícia Civil, nesta segunda-feira, 29, em Gurupi, pelo crime de estupro cometido neste domingo, 28, na cidade. 

 

O delegado regional de Gurupi, Joadelson Albuquerque, informou que logo após o registro do Boletim de Ocorrência, feito pela vítima de apenas 16 anos, ainda na noite de ontem, os policiais civis de plantão na 12ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Gurupi, deram início às diligências, contando com o apoio da Polícia Militar. 

 

“Hoje pela manhã, houve um reforço de policiais da 89ª Delegacia e da 9ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e Vulneráveis e já no início da tarde, os policiais da 89ª Delegacia conseguiram prender esse indivíduo. O delegado plantonista não só ratificou a prisão em flagrante como também deu cumprimento ao mandado de prisão em aberto, uma vez que ele já possui condenação pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, com pena de reclusão de 9 anos e 4 meses ainda  a ser cumprida”, explica o delegado.

 

O delegado Joadelson explica que o crime de estupro praticado no fim de semana terá um aumento de pena conforme previsto no artigo Art. 213, por se tratar de uma vítima maior de 14 anos, porém menor de 18 anos, e ainda responderá  pelo Art. 305, referente a supressão de documento. “No momento da prisão, ele quebrou o celular, considerado elemento fundamental para produção de provas”, explica. 

 

O crime ocorreu na tarde do último domingo, 28, por volta das 16h30, quando a vítima caminhava próximo ao cemitério velho. O homem, a bordo de um veículo Corsa Sedan, a abordou e a obrigou entrar no veículo. O estupro ocorreu numa região de mata próximo a saída para a cidade de Peixe, após o crime ele ofereceu dinheiro para a vítima não denunciá-lo.

 

“Felizmente, a vítima procurou a Polícia Civil e registrou a ocorrência, fornecendo informações que nos permitiu localizar esse indivíduo e dar voz de prisão. Quando foi preso, ele estava dirigindo o veículo utilizado no estupro, e no momento da abordagem, além de quebrar o celular dele, ele ainda jogou o veículo em direção aos agentes, sendo  necessário um disparo de arma de fogo em direção ao pneu do carro”, informou o delegado.

 

O indivíduo é investigado também por outros dois crimes de estupro, praticado com o mesmo modus operandi, com inquéritos bem avançados. Um deles foi cometido no mês de novembro de 2023, sendo que Tatinha estava a bordo de uma EcoSport, cor preta, e chegou a enviar um pix para as vítimas, a fim de que elas não dessem prosseguimento com a ação criminal. “Ou seja, é um criminoso contumaz que agora estará fora de circulação”, destaca o delegado. 

 

Após os procedimentos legais cabíveis, o indivíduo foi conduzido para Unidade Penal de Gurupi. O veículo, o celular danificado e as vestes supostamente usadas no crime foram apreendidos.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo