Siga nas redes sociais

Empreender sem funcionários? Confira quatro dicas para administrar o próprio negócio

De acordo com o levantamento Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo 2021, divulgado no final de 2023 pelo Instituto Brasileiro de Estatísticas (IBGE), o Brasil registrou recorde de 5,196 milhões de empresas em funcionamento pelo país. O alto número de empresas abertas reflete na força do empreendedorismo local, em que seis em cada dez brasileiros desejam ter o próprio negócio, segundo dados da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2022.

Como uma alternativa para quem quer empreender sozinho, as empresas em formato enxuto, que funcionam sem funcionários são uma opção para abertura do próprio negócio. De acordo com Douglas Pena, CRO da Minha Quitandinha, startup de tecnologia em varejo que atua no modelo de franquia de minimercado autônomo, a escolha por um modelo de empresa sem colaboradores é uma alternativa viável para quem busca independência financeira e mais liberdade de atuação no trabalho. “Os formatos para investir são diversos e possibilitam dezenas de opções de negócios para explorar, já que boa parte tem um investimento baixo para a abertura da empresa, além de viabilizarem rentabilidade e faturamento para o empreendedor, reduzindo os custos diretos da operação”, afirma. 

Para ajudar quem quer investir no próprio negócio neste formato, o executivo compartilha quatro dicas, confira: 

 Invista em modelos de negócio em ascensão 

 Segundo o executivo, para garantir uma operação simplificada, com uma formatação consolidada, o ideal é escolher setores em crescimento. “Na área de franquias, por exemplo, o segmento registrou uma alta de 11,4% no seu faturamento no terceiro trimestre de 2023, comparado ao mesmo período no ano anterior, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Isso reforça o potencial para desenvolver o negócio junto a um empreendedor de primeira viagem, já que terá todo o suporte da franqueadora”, recomenda. 

 Invista em automação e tecnologia

 Para conseguir realizar um gerenciamento eficiente do negócio de forma autônoma, é necessário investir em recursos nos quais possibilitem uma visão panorâmica sobre tudo o que acontece dentro da empresa. “É importante incorporar tecnologias que automatizam os processos, como gerenciamento de estoque, sistemas de pagamento e tantas outras tarefas que são realizadas repetidamente no dia a dia da empresa, que demandam tempo e mão de obra contínua”, explica. 

Trabalhe com multicanais

Atualmente, as redes sociais e os canais digitais são grandes aliados dos empreendedores, já que são essenciais na divulgação dos produtos e serviços e, também, podem auxiliar no mapeamento do perfil do consumidor. “Além de proporcionar uma aproximação com o consumidor, os multicanais são responsáveis por viabilizar uma experiência positiva com o cliente,  seja pelo atendimento ou pela identificação. É possível também explorar outros recursos, como os canais e plataformas de entregas”, pontua. 

Desenvolva sua capacidade de resolução de problemas

Para todo empreendimento, é necessário entender que existem altos e baixos, principalmente quando o trabalho é feito de forma autônoma. “É essencial que o empreendedor trabalhe a capacidade de resolução de problemas, principalmente na identificação dos mesmos, junto a análise de cada processo e, dessa forma, tomar a decisão necessária para implantar soluções diárias”, finaliza. 

 

Para todo empreendimento, é necessário entender que existem altos e baixos, principalmente quando o trabalho é feito de forma autônoma. “É essencial que o empreendedor trabalhe a capacidade de resolução de problemas, principalmente na identificação dos mesmos, junto a análise de cada processo e, dessa forma, tomar a decisão necessária para implantar soluções diárias”, finaliza.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo