Siga nas redes sociais

Enfermagem nas ruas pelas 30 horas semanais

 

Os profissionais da enfermagem participarão nesta terça-feira, 14, de uma mobilização nacional pela votação do Projeto de Lei 2.295/2000, que trata da regulamentação das 30 horas semanais da categoria. No Tocantins a ação acontecerá em diversos hospitais em Araguaína, Augustinópolis, Porto Nacional, Gurupi, Guaraí e Palmas. Na Capital também haverá uma passeata, que sairá pelas principais ruas e avenidas. A concentração será na Secretária Estadual da Saúde, na praça dos Girassóis, a partir das 6h30.

A manifestação, que acontecerá em todo o país, é uma deliberação da Associação Brasileira da Enfermagem. No Brasil são mais de 1,7 milhões de profissionais da enfermagem. O Tocantins conta atualmente com cerca de 12 mil profissionais, entre enfermeiros, técnicos e auxiliares.

Há mais de dez anos a Enfermagem brasileira luta para a aprovação da PL 30 Horas, como ficou conhecida, que estabelece a jornada máxima de 30 horas semanais para os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. A Organização Internacional do Trabalho (OIT) da Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda esta jornada, argumentando que é o melhor para pacientes e trabalhadores da saúde do mundo inteiro.

A enfermagem é a única profissão que permanece na assistência durante as 24 horas, nos 365 dias do ano, sendo essencial na organização e funcionamento de todos os serviços de saúde, públicos ou privados.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Profissionais da Enfermagem do Estado do Tocantins – SEET, Ismael Sabino da Luz o ato público pretende passar a mensagem da luta da categoria.

“Isso não é uma reivindicação meramente corporativa de defesa de privilégios, e sim de uma luta pela qualidade de vida desses profissionais e pelo estabelecimento de condições mínimas para o desenvolvimento de uma prática assistencial segura para profissionais e usuários dos serviços de saúde. Não abriremos mão das 30 horas semanais. Isso é um fato”, garantiu o presidente.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo