Siga nas redes sociais

Focado na busca por investimentos que gerem emprego, renda e melhoria da condição de vida


Focado na busca por investimentos que gerem emprego, renda e melhoria da condição de vida das pessoas, o Governo do Tocantins mira algo mais na missão oficial na Espanha: aliar os recursos financeiros ao desenvolvimento e obtenção de tecnologia de ponta nos mais diversos setores. Essa é a determinação dada pelo Governador Siqueira Campos aos secretários que compõem a delegação do Estado, informou o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Estado, Divaldo Rezende. “Além dos aspectos comercial e econômico, que são vitais, o Tocantins busca novas tecnologias para produzir com sustentabilidade, qualidade e, acima de tudo, competitividade”, disse.

Rezende, ao lado dos secretários Jaime Café (Agricultura) e Kátia Rocha (Cultura), foi designado pelo Governador Siqueira Campos para iniciar, há um ano, as tratativas em busca de investimento espanhol. Em Madri, manteve contatos com empresários e autoridades do país para definir uma agenda repleta de compromissos para o Governador, demais membros do Governo e empresários. “A partir de sua visão estratégica de estadista, aproveitando o momento que a Espanha está vivendo com todos os problemas e crises, a missão surge como uma grande oportunidade para o Estado, bem como aos espanhóis”, disse.

Entre os encontros de negócios e reuniões de trabalho estão contatos com empresários dos ramos agrícola, obras, ações ambientais, comércio, indústria e intercâmbios culturais.

Para o secretário do Meio Ambiente, há expectativa de ambos os lados de firmar parcerias e negócios entre Espanha e Tocantins. “Apesar da crise, a Espanha investiu U$ 7 bilhões no Brasil, sendo o segundo maior país em injetar dinheiro em nosso território. Com isso, a perspectiva é que possamos ampliar esses negócios com uma série de encontros empresariais, com investidores diretos. Isso é importante porque, ao atrair o empresário, estamos gerando emprego e renda na região”, ressaltou.

Em relação à missão, Divaldo acrescenta que trata-se de algo vital na captação de recursos. “Mostra efetivamente que o Governo caminha com sua política estratégica internacional de obter recursos que visam exclusivamente melhorar a condição de vida das pessoas”, finalizou.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo