Siga nas redes sociais

Fugitivo da CPP de Palmas é capturado por policiais militares, também em Araguaina Policiais fazem apreensão


Policiais militares em Palmas prenderam, na noite do ultimo  sábado, 04, Renato Batista da Silva, vulgo “cachorrão”, na quadra 1406 sul, na Capital.

 

Renato Silva era fugitivo da CPP de Palmas e cumpria pena pela prática do crime de latrocínio. Ele foi reconhecido pelo CB Elon (PM/2) na referida quadra. Com o apoio de viaturas – do 1º Batalháo da Policia Militar e PM/2 – Renato foi capturado de imediato.

 

Posteriormente, o indivíduo foi apresentado ao delegado plantonista quando foi encaminhado à CPP de Palmas para as devidas providências.


 


Em Araguaína, dois homens são presos e um menor apreendido acusados de estupro de vulneráveis


Também em Araguaina Policiais do 2º Batalhão da Policia Militar  prenderam na madrugada deste sábado, por volta da 00h48, Jackson Batista da Silva, 19 anos, repositor de estoque, natural de Rondon do Pará – PA e James C. dos Reis de Sousa, 33 anos, natural de Corolina-MA, foram presos e apreendido o menor J. B. S., de 17 anos, acusados de estupro de vulneráveis. O crime ocorreu no Setor Tecnorte, em Araguaína.

 

A PM foi acionada pelo solicitante que relatou que sua filha, juntamente com uma amiga, saiu por volta das 22h em um veículo celta de cor preta, placa: MWG-5503 acompanhadas por três rapazes, tomando rumo ignorado.

 

Já por volta das 23h30, ao procurar sua filha, Jackson deparou-se com as meninas em uma calçada totalmente embriagadas. Diante dos fatos, o Conselho Tutelar foi acionado e as menores encaminhadas ao D.P de plantão, para os procedimentos necessários. As mesmas foram submetidas a exames de conjunção carnal.

 

Todavia, conforme informações de testemunhas, o senhor Jackson foi indicado como suspeito. Desta forma, a guarnição da PM deslocou-se à sua residência, sendo o mesmo convidado a comparecer ao D.P. Na ocasião, Jackson indicou os outros dois possíveis envolvidos, que foram imediatamente localizados e convocados a prestarem esclarecimentos no DP.

 

Diante da situação, as menores ficaram com seus pais e responsáveis, até posterior liberação.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo