Sábado, 21 Mai 2022

Telefone: 63 3214-1853 | Whatsapp: 63 98403-8418 | E-mail: [email protected]

Geral

53% dos médicos brasileiros já sofreram pressão e interferência de planos de saúde

Publicado em: Sábado, 14 Mai 2022 09:52 Escrito por Redação
Avalie este item
(0 votos)
53% dos médicos brasileiros já sofreram pressão e interferência de planos de saúde Créditos da imagem: Divulgação

Recentemente, a Associação Médica Brasileira (AMB) e a Associação Paulista de Medicina (APM) divulgaram uma pesquisa realizada com 3.043 médicos de todas as regiões do país, a qual revelou  a pressão que os profissionais da área de saúde recebem dos planos de saúde. Mais da metade dos profissionais relatam haver tentativas ou interferências nos tratamentos, restrições quanto à autorização de exames e dificuldades para internar pacientes, e revelam ainda  que sofreram pressão para antecipar altas médicas. Os dados da pesquisa foram coletados entre 25 de fevereiro e 09 de março de 2022.

 

Já não bastassem essas dificuldades, enfrentadas por profissionais e pacientes todos os dias, as operadoras de planos de saúde buscam novas propostas para enfraquecer ainda mais os direitos dos beneficiários, visando apenas o lucro. São os atendimentos segmentados propostos por alguns planos de saúde, com coberturas de alguns tratamentos e outros não, diante dos quais mais de 70% dos médicos consultados são contrários, pois preveem reflexos negativos para os consumidores.

 

Sobre a proposta de restringir-se a lista de procedimentos de cobertura obrigatória, editada pela ANS, 83,4% dos médicos que responderam à pesquisa são contrários e 86,5% preveem prejuízos aos pacientes, caso seja implantada.

 

"Consideramos que os dados encontrados pela pesquisa são gravíssimos. Eles mostram o desrespeito e a violação do trabalho dos médicos, e também o descaso com a saúde dos beneficiários de planos de saúde", diz o médico César Eduardo Fernandes, presidente da AMB.

 

Para o presidente da Associação Paulista de Medicina (APM), José Luiz Amaral, as pressões e tentativas de interferência por parte das operadoras de saúde são algo grave e que podem comprometer o resultado de um tratamento médico. “Impacta brutalmente. Por exemplo, se eu não recebo uma autorização para internar alguém que precisa, um determinado tratamento pode ser procrastinado ou nem realizado, agravando a situação clínica do paciente. Ou, se o paciente precisa estender a internação, e o plano não autoriza. Como um médico pode oferecer um tratamento integral nessas condições? — questiona Amaral. 

 

 

1. Pesquisa - Os Médicos Brasileiros e os Planos de Saúde

https://amb.org.br/wp-content/uploads/2022/03/Pesquisa-APM_AMB_mar2022.pdf  

Compartilhar nas redes sociais

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias em destaque

O Portal Agora-TO é um site de notícias voltado para a divulgação de informações do Tocantins e do Brasil e é editado sob a responsabilidade da Moara Comunicação Ltda, empresa sucessora da Dias e Vallim Ltda., com 21 anos de experiência na área de comunicação e jornalismo.

Newsletter

Cadastre-se em nosso Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias e novidades do Agora Tocantins.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido. Odiamos spam!