Sexta, 30 Outubro 2020

Telefone: 63 3214-1853 | Whatsapp: 63 98403-8418 | E-mail: [email protected]

Goiás

Programa de Aquisição de Alimentos terá mais R$ 1,34 milhão

Publicado em: Quarta, 23 Setembro 2020 21:01 Escrito por Redação
Avalie este item
(0 votos)
O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, ao lado do governador de Goiás Ronaldo Caiado Créditos da imagem: Divulgação/Governo Goiás O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, ao lado do governador de Goiás Ronaldo Caiado

Goiás terá mais R$ 1,34 milhão para investimentos no Programa de Aquisição de Alimentos Estadual (PAA/GO). O anúncio, nesta quarta-feira (23/09), foi feito pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, ao lado do governador Ronaldo Caiado e da primeira-dama e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) de Goiás, Gracinha Caiado. O valor soma-se aos R$ 4,02 milhões já disponíveis, o que totaliza R$ 5,36 milhões para a execução da iniciativa.

Caiado agradeceu o governo federal por mais uma parceria firmada e ressaltou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, muito contribui para desenvolver as regiões mais carentes do Estado. “Não só em de políticas sociais, mas também em ações de infraestrutura”.

Segundo o ministro, durante a pandemia do coronavírus não faltaram recursos para a proteção social do brasileiro. Destacou, porém, que o auxílio emergencial, não chegou a todos os agricultores e que o presidente Bolsonaro, sensibilizado com a situação, liberou R$ 500 milhões para o PAA, que estão sendo distribuídos a todos os Estados e aos municípios.

“Esse programa tem impacto social impressionante nas famílias rurais e naquelas que ficam ao redor da área urbana e que sobrevivem de pequenas culturas ou atividades rurais, que precisam de recursos para produzir e entregar sua produção aos bancos de alimentos”, pontuou o ministro da Cidadania.

Durante discurso, ao destacar a ampliação dos recursos em Goiás, Onyx Lorenzoni ressaltou que “o presidente Jair Bolsonaro reconhece que o Governo do Estado tem a mesma paixão verde e amarela que temos pelo Brasil, por Goiás. Tem o princípio de servir com amor e paixão ao seu povo”. Segundo ele, “estamos aqui pra servir a Deus, servir ao Brasil e servir a Goiás”.

O governador lembrou que, ao assumir a atual gestão, não havia uma secretaria ligada ao agronegócio, apesar de o Estado se destacar no segmento. Goiás ocupa o terceiro lugar na produção de grãos, o primeiro no cultivo de sorgo e o segundo na produção de soja e milho. “A agropecuária brasileira sempre teve o nosso apoio. Entre nós nunca houve a diferença entre o grande, médio e pequeno agricultor ou assentado. Todos aqueles que possuem vocação pela terra têm sempre, da nossa parte, a mão estendida”, afirmou Caiado.

Segundo informações da Radiografia do Agro, publicação do Governo de Goiás, agricultores familiares representam 62,9% dos estabelecimentos rurais goianos, distribuídos em 95.684 propriedades e contribuem para o abastecimento de alimentos na mesa da população.

O PAA Estadual prevê a articulação entre a produção da agricultura familiar e as demandas regionais por alimento, assim como o desenvolvimento da economia local. Os produtos adquiridos são doados a entidades sociais que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade social e com insegurança alimentar.

O programa possibilita o desenvolvimento de políticas públicas de apoio à comercialização de itens dos diversos segmentos da agricultura familiar, incentiva a produção rural sustentável, além de oportunizar renda e melhoria na alimentação das famílias mais carentes. Podem participar do programa produtores rurais que possuem Declaração de Aptidão ao Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf/DAP Física).

Além dos recursos do PAA Estadual, em Goiás também foram liberados R$ 5,916 milhões, em 2020, para o PAA gerido pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e outros R$ 898 mil via PAA firmado com municípios. Com isso, serão disponibilizados, ao todo, R$ 12,174 milhões no Estado, até o fim do ano, para a execução de programas de aquisição de alimentos que vão beneficiar pequenos produtores da agricultura familiar e pessoas carentes.

Coluna vertebral

Para o governador Ronaldo Caiado, o agro é a grande coluna vertebral da economia brasileira e em Goiás o setor também sabe fazer o social. “É feito pelas ações integradas, com a participação do governo federal e estadual”, disse. Ele afirmou, ainda que, com o recurso do PAA os produtores rurais de baixa renda, pequenos agricultores estão tendo a oportunidade de se credenciar para receber o valor e, ao mesmo tempo, fornecer alimentação a pessoas carentes e vulneráveis. A Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e o GPS vão fazer a identificação, cadastramento e capacitação das entidades sociais que vão receber os alimentos.

Em discurso, o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos Neto, disse que o PAA, operacionalizado tanto pelo Estado como pela Conab, beneficia 300 mil pessoas. Ele destacou que o apoio ocorre via aquisição de produção dos agricultores familiares e, consequentemente, doação e distribuição simultânea às famílias com maior vulnerabilidade social.

A deputada federal Flávia Morais, que falou em nome da bancada goiana no Congresso Nacional, disse que Goiás sempre está de portas abertas às parcerias com o governo federal e que isso traz muitos recursos ao Estado, com grande alcance social.

Compartilhar nas redes sociais

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias em destaque

O Portal Agora-TO é um site de notícias voltado para a divulgação de informações do Tocantins e do Brasil e é editado sob a responsabilidade da Moara Comunicação Ltda, empresa sucessora da Dias e Vallim Ltda., com 21 anos de experiência na área de comunicação e jornalismo.

Newsletter

Cadastre-se em nosso Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias e novidades do Agora Tocantins.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido. Odiamos spam!