Siga nas redes sociais

Governo do Tocantins conclui 85% das obras da Ponte de Porto Nacional

As obras de construção da Ponte de Porto Nacional, pelo Governo do Tocantins, estão em fase final com a instalação da última viga de sustentação da estrutura, responsável por distribuir o peso para os pilares, crucial na estabilidade e resistência da ponte. Com 85 % das obras concluídas, nova etapa consiste em serviços de iluminação, sinalização e serviços de segurança para veículos e pedestres.

Ao todo são 90 vigas que compõem a estrutura da construção, que consiste na maior obra de infraestrutura em andamento do Estado, uma das prioridades da gestão do governador Wanderlei Barbosa, com investimento de R$ 149 milhões do Governo do Tocantins em parceria com o Banco de Brasília. A estrutura da ponte é de 1.088 metros, além do encabeçamento de 200 metros de cada lado, totalizando 1.488 metros. “Esperávamos muito para que essa etapa fosse concluída. Sempre fiscalizamos o andamento dessa obra, pois sabemos da necessidade e importância da ponte para toda a população do Estado”, afirma o Governador. 

Segundo o engenheiro civil da Agência de Transportes, Obras e Infraestrutura (Ageto), Luciano Bertazzi, responsável pela obra, esse é o processo mais delicado e de extrema necessidade para a segurança estrutural da ponte. “Concluímos a parte mais difícil da construção, que foi a estruturação das vigas na margem esquerda do Rio Tocantins, sentido a cidade de Fátima. Todo o trabalho exige muita atenção e cuidado, já que o transporte dessas vigas era muito cauteloso, visto que a estrutura de apenas uma é de 43 metros, pesando 120 toneladas.  Agora, a logística melhorou muito, o que facilita a parte de acabamento”, reforça Luciano Bertazzi.

As etapas mais importantes foram concluídas em tempo hábil, a exemplo das fundações que foram fixadas na ponte, outra etapa crucial no processo de construção. As fundações são as estruturas responsáveis por transmitir as cargas da ponte para o solo de maneira segura e estável, sendo projetadas para distribuir o peso da ponte uniformemente e evitar afundamento ou instabilidade. As fundações executadas nesta obra, além de terem uma profundidade média de 30 metros, têm diâmetro variável entre 1,20 metro e 1,60 metro. 

“Estamos, agora, tratando da questão do acabamento. Vamos melhorar a iluminação e a sinalização; colocar os ‘guarda-rodas’ (estrutura de proteção nos lados da via de rolamento); as grades de proteção para os pedestres; terraplanagem e estruturação nas vias de acesso da ponte”, frisa Luciano Bertazzi.

Importância da obra

A nova ponte é de suma importância para a região, pois liga vários municípios do Estado a Porto Nacional e, consequentemente, a capital Palmas, facilitando o escoamento da produção, além do fluxo de passageiros. O agricultor Mauro Moura é morador da zona rural de Porto Nacional, e acompanhou o processo de construção da primeira ponte e agora da obra em conclusão. “Essa ponte vai mudar tudo por aqui. Acho ótimo que esteja no processo final. Tenho que fazer essa travessia diária e ter uma nova estrutura como essa nos deixa confiantes e seguros”, afirma o pequeno produtor.

 

 

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo