Siga nas redes sociais

Governo do Tocantins leva ações de cidadania e saúde para aldeia indígena em Tocantínia

Foto: Divulgação

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Mulher (SecMulher), promoveu ações de cidadania na Aldeia Nova Mrãiwahâ Xerente, em Tocantínia, durante a caravana Todas Fortes por Elas. Essa iniciativa, integrante do Projeto Todas Fortes, proporcionou apoio e serviços essenciais aos indígenas da região.

A caravana, que teve sua primeira edição realizada na Aldeia Nova Xerente, percorrerá assentamentos e comunidades rurais em todo o estado. A ação teve início na sexta-feira, 5, com mensagens de boas-vindas seguidas por apresentações culturais e atendimentos básicos de saúde. Já no sábado, 6, após os momentos de conscientização, uma variedade de serviços foi oferecida, incluindo consultas ginecológicas, exames de papanicolau, check-ups de saúde, cortes de cabelo, atendimento odontológico e emissão de documentos.

“Aqui, nossa missão é conscientizar e apoiar o povo indígena. O Governo do Tocantins tem se empenhado e buscado recursos para atender às necessidades básicas das comunidades vulneráveis do nosso Estado, e a SecMulher [Secretaria de Estado da Mulher] tem trabalhado para colocar nossos projetos em prática e estabelecer parcerias. Por isso, nesta ação contamos com médicos, enfermeiros e dentistas ao nosso lado, além dos demais profissionais que vieram somar conosco nesses dois dias de atendimento. As tendas foram montadas na aldeia para oferecer esse importante trabalho de prevenção e cuidado”, destacou a Secretária de Estado da Mulher, Berenice Barbosa.

Na ocasião, o prefeito de Tocantínia, João Alberto, afirmou que o Governo do Tocantins esta próximo da sociedade e que essas parcerias são vitais para a realização de programas como o da caravana. “Sempre digo e reforço que é essencial envolver mais o povo indígena em nossas ações. Precisamos criar mais alternativas para isso, como tenho enfatizado constantemente. O povo indígena deve ter uma participação mais significativa na comunidade e nos âmbitos municipal e estadual do poder público e para que eventos como esse ocorram, precisamos nos unir e firmar parcerias, assim, agradeço ao Governo do Tocantins por proporcionar este momento”, finalizou.

O cacique Leomar Wainne Xerente, líder da Aldeia Nova, enfatizou a importância da ação e a necessidade de estendê-la a outros povos. “Durante o evento, somente no corte de cabelo, 276 pessoas foram atendidas. A oftalmologia também teve uma grande procura. Essas ações facilitam muito para o nosso povo, pois trazem os serviços de saúde diretamente para a aldeia. A união dos parceiros é fundamental para levar esses serviços às pessoas que mais precisam, seja atendimento médico, odontológico ou outros. Portanto, foi uma iniciativa muito importante e precisa ocorrer mais vezes aqui e em outras aldeias que também necessitam receber esses cuidados”, ressaltou.

Ao longo desses dois dias, uma variedade de serviços foi oferecida, incluindo: 107 emissões de documentos, 276 cortes de cabelo, 60 atendimentos odontológicos, 30 consultas clínicas, 30 exames de papanicolau, 65 consultas oftalmológicas e a entrega de 250 kits de higiene bucal. Além disso, houve uma palestra sobre A importância da escovação dentária com a auxiliar de saúde bucal do Sest, Cristina Natália; e uma roda de conversa sobre Violência contra a mulher com a gerente de ações interinstitucional e de articulação da SecMulher, Célia da Mata.

Caravana Todas Fortes por Elas

O projeto visa promover o empoderamento feminino, fortalecer a participação das mulheres na vida política e social, melhoria ao acesso a serviços de saúde específicos para as mulheres e capacitar esse grupo para o mercado de trabalho. Nesses aspectos, a intenção das caravanas é levar aos municípios do Tocantins, provocando o fortalecimento das ações com diversos benefícios. A expectativa é realizar, no mínimo, 20 caravanas em diferentes regiões do estado, alcançando um público total de 10 mil mulheres.

Além das aldeias indígenas, a caravana também atenderá os quilombos e as mulheres das águas. Os municípios que vão receber as ações são: Almas; Ananás; Aragominas; Barrolândia; Brejinho; Chapada de Areia; Colinas; Mateiros; Miracema; Muricilândia; Novo Acordo; Paranã; Porto Nacional; Santa Tereza; São Félix; São Miguel; Silvanópolis; Sítio Novo; e Tocantínia.

Parceiros

A Caravana Todas Fortes por Elas envolve algumas secretarias do Governo do Tocantins, além de colaborar com os municípios e movimentos sociais, visando promover a cidadania entre as mulheres tocantinenses por meio de políticas públicas.

Além da SecMulher, a ação tem como parceiros a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP); Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas); Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizado do Transporte (Sest/Senat); Universidade Estadual do Tocantins (Unitins); Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei); Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai); Faculdade de Ciências Médicas (Afya); Instituto da Visão de Palmas; Conselho local e distrital de saúde indígena (Condisi); Secretaria Municipal de Saúde de Tocantínia, o Hospital de Amor (Palmas/TO) e a Prefeitura de Tocantínia.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo