Siga nas redes sociais

Homem é condenado a 10 anos de prisão por estuprar enteada

Foto: Divulgação/TJTO

Um homem de 48 anos foi condenado a 10 anos e 8 meses de prisão pelo crime de estupro de vulnerável em Araguanã, no norte do estado. Ele teria abusado sexualmente da ex-enteada quando a mãe da vítima saía para trabalhar. A sentença é desta sexta-feira (3), da 1ª Vara Criminal de Xambioá.

O réu morou com a mãe da criança por cinco anos. A vítima conviveu com o abusador dos 8 aos 13 anos. Conforme a investigação do caso, ele ficava com a criança enquanto a mãe não estava e os abusos aconteceram por diversas vezes no ano de 2016.

O caso chegou às autoridades em 2021, quando uma tia da vítima fez denúncia. Na época, a ex-enteada do acusado, que já tinha completado 18 anos, confirmou em depoimento os abusos que sofreu.

As abordagens só acabaram quando o homem foi denunciado. Ele se separou da mulher e foi para Goiânia (GO), onde mora atualmente.

Segundo informações do Tribunal de Justiça (TJTO), o réu negou o crime e afirmou que a vítima estava mentindo. Também explicou que a sogra não era a favor do relacionamento, já que ele é mais novo que a mãe da vítima. Por isso devem ter induzido a menina a denunciá-lo.

Apesar da contestação, o juiz José Carlos Machado considerou que a jovem estava em condição vulnerável quando os abusos aconteceram. O réu foi condenado e terá que cumprir pena em regime fechado. Mas ele ganhou o direito de recorrer em liberdade por não morar mais com a vítima.

Fonte: G1 Tocantins

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo