Siga nas redes sociais

Homem é preso pela PM; ele afirmou que cultivava maconha em estufa e comercializava

Dentro do quarto principal da casa, havia uma estufa grande com vários pés de maconha sendo cultivados, bem como várias mudas pequenas - Foto: Polícia Militar/Tocantins

Após receber denúncia, a Polícia Militar localizou, nesse domingo, 17, uma residência que funcionava como uma espécie de laboratório para o plantio e distribuição de substância análoga à maconha no setor Nova Cidade em Dianópolis, região sudeste do Estado. Um homem de 21 anos foi preso. Ele afirmou que cultivava a planta em estufa e que comercializava a droga no local.

Uma equipe policial realizava patrulhamento de rotina pelo setor que fica nas proximidades da Casa de Prisão Provisória do município, quando populares informaram terem percebido um alto fluxo de veículos e pessoas em horários incomuns na região, possivelmente por conta da comercialização de entorpecentes.

Após a denúncia, no local indicado, os policiais avistaram um homem suspeito na porta da sua residência, que ao perceber a viatura tentou fugir do local mas acabou sendo abordado pelos militares. Durante a revista pessoal, localizaram uma porção de substância análoga à maconha com ele.

Aos policiais, o suspeito informou que cultivava em estufa a planta de cannabis sativa (maconha) e que fornecia apenas para amigos e conhecidos. Ele disse ainda que se tratava de uma maconha especial, com cultivo refinado conhecida como Skunk.

Dentro da residência, foi encontrada uma grande quantidade de insumos, substratos, adubos, defensivos, venenos, incensos contra insetos, formas de cultivo e demais materiais utilizados na cultura.

Dentro do quarto principal da casa, havia uma estufa grande com vários pés de maconha sendo cultivados, bem como várias mudas pequenas. Na parte de cima da estufa, havia vários pés de maconha em processo de secagem. A estufa contava com ventilador, exaustor, umidificador, iluminação com luz ultravioleta e controle de temperatura.

Ainda no quarto principal, na lateral da cama, foi localizada uma munição calibre 38. Em outro cômodo, foi localizada uma grande quantidade de maconha também em processo de secagem, bem como balança de precisão, dichavador, ligas, papel de fumo e também maconha pronta para o consumo em potes grandes de vidro. No imóvel, na parte dos fundos, foi localizada outra estufa com os mesmos padrões de montagem, tecnologia e armazenagem da primeira, com mais pés de maconha em cultivo e mais pés de maconha em secagem.

Foi acionado o perito e, após os trabalhos, todo material foi apreendido. Por fim, o suspeito e todo o material foram apresentados na delegacia de Polícia Civil, onde a autoridade policial ratificou o auto de prisão em flagrante.

Suspeito afirmou que se tratava de uma maconha especial, com cultivo refinado conhecida como skunk – Polícia Militar/Governo do Tocantins

Dentro da residência, foi encontrada uma grande quantidade de insumos, substratos, adubos, defensivos – Polícia Militar/Governo do Tocantins

Estufa contava com ventilador, exaustor, umidificador, iluminação com luz ultravioleta e controle de temperatura – Polícia Militar/Governo do Tocantins
Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo