Siga nas redes sociais

Incentivos aos importados prejudicaram crescimento da economia, diz presidente da Força Sindical


São Paulo – O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, classificou de “pífio” o crescimento de 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) ao longo do ano passado. Paulinho, que é também deputado federal pelo PDT de São Paulo, atribuiu o baixo desempenho da indústria à política de incentivo à entrada dos importados e disse que o resultado do PIB serve de alerta para que o governo tome medidas para reverter o quadro.


Em comunicado à imprensa, ele defendeu a necessidade de “queda drástica nos juros”, além de medidas para fortalecer o mercado interno, expandir a oferta de empregos, melhorar a distribuição de renda e “incrementar os investimentos em infraestrutura e políticas sociais”.


“Também não podemos nos calar diante dos riscos devastadores da 'desindustrialização' e do crescimento desenfreado das importações, que estão diminuindo nossa produção, fechando empresas e desempregando”, acrescentou o líder sindical.


Paulinho citou dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que apontam aumento de 9,7% nas importações no ano passado e ressaltou que, mantendo o câmbio valorizado, as autoridades monetárias favorecem a geração de empregos no exterior.


“O governo precisa, em sintonia e diálogo com os trabalhadores e com todo o setor produtivo, aprofundar a política de fomento à economia, visando, com ações proativas, a um desenvolvimento sustentável”, concluiu Paulinho.


 


 

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo