Siga nas redes sociais

Lider do PSB na câmara cobra explicações sobre veto para construção de estaleiro em Alagoas


 Indignado com o veto do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) para a construção do estaleiro Eisa Alagoas, o líder do PSB na Câmara, deputado Givaldo Carimbão (AL), apresentou requerimento convocando a ministra do Meio Ambiente, Isabella Teixeira, para prestar esclarecimentos sobre o assunto na Comissão do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara Federal.No parecer apresentado pelo Ibama,  técnicos apontam que a instalação do estaleiro, prevista para o município de Coruripe, litoral Norte de Alagoas, traria destruição do mangue e risco a espécies nativas, sujeitas à extinção. Nesse sentido, o documento aponta que a área de dois milhões de metros quadrados, cedida pelo governo do Estado, não é ambientalmente viável para o empreendimento, apesar de destacar os benefícios socioeconômicos que a instalação traria para a região.“A fábula da construção do Estaleiro Eisa já dura dois anos e a sociedade alagoana espera explicações para os impasses criados para que a obra, o maior investimento da história de Alagoas, não seja construída”, cobrou Carimbão. A previsão é que o estaleiro crie mais de 50 mil empregos diretos e indiretos, além de contribuir para o desenvolvimento econômico do Estado.O Governo de Alagoas informou, em nota, que irá buscar novas áreas para a construção. Ainda segundo Carimbão, é importante lembrar que o dano ambiental destacado no parecer do Ibama seria compensado com o replantio do mangue em área cinco vezes maior que a utilizada pelo estaleiro.O requerimento para realização da audiência na Câmara, ainda sem data definida, contou com o apoio de toda a bancada federal de Alagoas no Congresso Nacional, que também é coordenada pelo deputado Givaldo Carimbão. Na próxima terça-feira (10), a pedido do socialista, integrantes da bancada se reúnem, na casa do deputado Maurício Quintella (PR-AL), para discutir o assunto.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo