Siga nas redes sociais

Padre Reginaldo Manzotti canta e encanta o público na Flit


Católicos, alguns evangélicos, espíritas e bahá’ís se reuniram para assistir o show de evangelização com o padre Reginaldo Manzotti, na noite de sábado, na Flit – Feira Literária Internacional do Tocantins. Alguns chegaram com antecedência para ver o padre de perto, mas quem conseguiu uma graça foi a professora Raimunda Costa, que passou por debaixo de uma lona e conseguiu conversar com o padre.


Raimunda contou que vivia sem pensar muito no significado da existência humana, seu coração tinha amargura e sofrimento. Mas ouvindo as pregações do padre Reginaldo Manzotti pela TV, ela foi se redescobrindo e passou a ser diferente, mais humana, começou a exercer o perdão, a lutar com dignidade pelas coisas da vida e a ser mais esplêndida e feliz. “Deus nos envia anjos para iluminar o nosso caminho e nos transformar. Foi isso o que aconteceu comigo”.


O padre Manzotti aproveitou para aconselhar os fiéis da Igreja Católica, disse que as pessoas devem se entregar mais a Deus, a ir à missa com mais frequência e não ser daqueles que quando vai a uma missa com duração de duas horas, diz “essa missa valeu para este domingo e para o próximo”.


Ele explicou que as pessoas não devem ser seguidor de nenhum padre famoso e sim de Jesus Cristo. “Eu estou aqui como aquele que veio tocar o seu coração”. Padre Manzotti falou da instituição ‘Evangelizar é preciso”, que promove ações como a disseminação da palavra sagrada por meio dos veículos de comunicação e redes sociais. O padre participa de um programa de rádio, ao vivo, das 10 às 11 horas, que é retransmitido para mais de mil emissoras de rádio.


Como mensagem de reflexão, ele lembrou uma passagem da Bíblia em que diz “Tua hora vai chegar” e com isso, Manzotti ressaltou que a hora de Deus é diferente da hora das pessoas, que estas devem olhar para frente, deixar o passado, “porque não podemos mudar o passado, mas podemos mudar o futuro”.


O padre Manzotti disse que o maior problema da sociedade atual é o desamor. As pessoas ficam dando atenção demais aos programas de TV e não praticam o diálogo com a família. “Uma casa tem que ter cheiro de saudade. É preferível uma casa desarrumada a uma casa arrumada e vazia. Às vezes é preciso ceder para encontra a felicidade, a paz…” Falando nisso ele ressaltou a importância do fortalecimento da família.


Autoridades presentes


Estavam presentes no show, o governador do Tocantins, Siqueira Campos, a primeira-dama Marilúcia Uchoa Siqueira Campos, o secretário da Educação, Danilo de Melo, a secretária de Cultura, Kátia Rocha, o arcebispo de Palmas, Dom Pedro Brito Guimarães, o Monsenhor Rui Cavalcante, que recentemente comemorou os seus 50 anos de sacerdócio, entre outras autoridades política e religiosa.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo