Siga nas redes sociais

Para DEM, cassação de Demóstenes foi feita de forma correta


Após a aprovação da cassação do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) nesta quarta-feira em Brasília, o presidente nacional do DEM, senador José Agripino Maia (RN), em entrevista ao Terra, disse que achou adequado o tom da sessão que decidiu o futuro político do ex-filiado do Democratas, acusado de ter ligações com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. "Desde o início o Senado foi muito correto, dando espaço amplo para a defesa do acusado. Acho que tanto a manifestação do relator Humberto Costa, quanto a do senador (Demóstenes) foram competentes", disse.


Quando perguntado sobre o resultado da votação de hoje no Senado, que decidiu pela cassação de Demóstenes por 56 votos favoráveis, 19 contras e cinco abstenções, Agripino não quis se pronunciar. "Acho que a votação você recebe e aceita. Não tenho como dizer se era esperado ou não, mas ela foi feita da maneira correta e cada um decidiu de acordo com sua convicção", falou.


Ainda de acordo com Agripino Maia, o resultado de hoje não deve "esfriar" a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista do Cachoeira. "Não acho que vai 'esfriar' (a CPI). Vamos continuar com a sequência normal dos depoimentos. O fato mais importante agora é ouvir o Cavendish e o Pagot", disse Agripino, se referindo ao dono e ex-diretor da Delta, Fernando Cavendish, e o ex-diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) Luiz Antônio Pagot.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo