Siga nas redes sociais

Polícia Civil prende homens que invadiram unidade de saúde e mataram paciente

Homens suspeitos de praticar homicídio são presos pela Polícia Civil em Colinas - Foto: SSP/TO

Nesta sexta-feira, 12, W. S. R, de 23 anos, e C. S. A., de  22 anos, foram presos pela Polícia Civil do Tocantins, por envolvimento na morte de Cleonardo Américo da Silva, de 29 anos, crime ocorrido na última segunda-feira, 8, enquanto a vítima recebia atendimento médico na unidade de saúde da cidade de Pequizeiro. Os dois homens foram localizados escondidos em uma Kitnet, na cidade de Colinas.

As prisões foram efetuadas pelas equipes da 41ª e 42ª Delegacias de Colinas do Tocantins, com apoio da 43ª de Pequizeiro, sob o comando dos delegados Marco Aurélio Barbosa Lima, João Luís Jucá e Tobias Luiz Nunes de Souza.

A ação foi deflagrada em cumprimento a mandados de prisão preventiva, expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Colméia, depois que investigações da Polícia Civil revelaram que os dois autores do crime estariam escondidos na cidade de Colinas.

O crime 

De acordo com o delegado João Luís, na madrugada do crime, os dois indivíduos presos teriam arrombado a porta de uma Unidade de Saúde em Pequizeiro e matado a facadas o paciente Cleonardo que estava internado após ser esfaqueado durante um desentendimento com um amigo.

O Delegado de Polícia João Jucá, titular da 43ª DP de Pequizeiro, representou pela prisão preventiva dos dois suspeitos que foram localizados e presos na manhã. Ao serem capturados, os dois indivíduos, que responderão pelo crime de homicídio qualificado, foram conduzidos a 6ª Central de Atendimento da Polícia Civil de Colinas, onde tiveram os mandados de prisão preventiva cumpridos. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, os suspeitos foram recolhidos à Unidade Penal Regional de Colinas, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Para o delegado João Luís, as prisões representam um grande avanço nas investigações, pois trata-se de um crime bárbaro que chocou toda a população da pacata cidade de Pequizeiro. “Logo após os fatos, a Polícia Civil desencadeou uma minuciosa investigação, no sentido de esclarecer todas as circunstâncias dos fatos, identificar e prender os autores, pois o crime teve enorme repercussão na cidade de Pequizeiro e causou  uma sensação de insegurança, devido a audácia dos autores em invadir uma Unidade Pública de Saúde e executar a vítima, que já recebia atendimento médico por conta de outra lesão que havia sofrido”, frisou.

Já o delegado Marco Aurélio frisou que a integração das equipes da unidade policiais civis de Pequizeiro e Colinas foram primordiais para a efetuar a captura dos suspeitos, a fim de que eles possam responder pelo bárbaro crime que praticaram. “Por meio de um esforço conjunto e um eficiente trabalho de inteligência, a Polícia Civil do Tocantins, mais uma vez dá uma respostas satisfatória à sociedade realizando as prisões desses dois homens que são os principais suspeitos de cometer um crime hediondo e que trouxe pânico a comunidade de Pequizeiro”, disse.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo