Terça, 24 Novembro 2020

Telefone: 63 3214-1853 | Whatsapp: 63 98403-8418 | E-mail: [email protected]

Polícia

Operação Família do Tráfico: PC investiga grupo que comercializava drogas em Anápolis

Publicado em: Quinta, 22 Outubro 2020 20:17 Escrito por Redação
Avalie este item
(0 votos)
A Polícia Civil, Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Anápolis Créditos da imagem: Policia Civil/SSP-GO A Polícia Civil, Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Anápolis

A Polícia Civil, por meio do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Anápolis, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (22/10), a Operação Família do Tráfico. A ação investiga um esquema de venda de entorpecentes que acontecia no município. Os policiais cumpriram oito mandados de prisão cautelar contra os investigados e seis mandados de busca e apreensão em Anápolis e no Distrito Federal. Ao todo, quatro pessoas foram detidas.

De acordo com o delegado Cleber Lobo, diversos membros do grupo criminoso faziam parte do mesmo núcleo familiar, dentre eles o principal investigado, sua mãe, avó e tio. Durante o cumprimento dos mandados, foram lavrados dois autos de prisão em flagrante, um deles por posse irregular de arma de fogo e o outro por tráfico de drogas.

“Aqui em Anápolis em um dos endereços foram encontradas drogas e dinheiro. Em razão dessa situação foi confeccionado o ato prisão em flagrante em desfavor da mãe e do tio desse alvo. Em Brasília, esse alvo principal da operação foi preso na posse irregular de uma arma de fogo 9 milímetros com 100 munições de mesmo calibre. Esse flagrante foi lavrado na 21ª Delegacia de Águas Claras e esse indivíduo foi recolhido ao sistema prisional do Distrito Federal”, pontuou.

Além da arma e das munições, foram apreendidos durante a ação 200 pedras de crack, R$ 6 mil em espécie, dois veículos, dispositivos móveis e pen drives. Os itens serão agora analisados e irão colaborar com o andamento da apuração policial. “Esses itens servirão para possíveis levantamentos investigativos, devido a chancela judicial”, ressaltou.

Ainda segundo o delegado, as investigações devem continuar, já que existe a suspeita de participação de outras pessoas no esquema. “Serão feitas outras diligências em continuidade às investigações para levantar mais provas da prática do tráfico por associação por parte desses indivíduos, sem contar que outras pessoas ainda podem ser indiciadas pela prática desses crimes”, finalizou.

Compartilhar nas redes sociais

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias em destaque

O Portal Agora-TO é um site de notícias voltado para a divulgação de informações do Tocantins e do Brasil e é editado sob a responsabilidade da Moara Comunicação Ltda, empresa sucessora da Dias e Vallim Ltda., com 21 anos de experiência na área de comunicação e jornalismo.

Newsletter

Cadastre-se em nosso Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias e novidades do Agora Tocantins.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido. Odiamos spam!