Segunda, 18 Janeiro 2021

Telefone: 63 3214-1853 | Whatsapp: 63 98403-8418 | E-mail: [email protected]

Polícia

Violência Doméstica: Mulher apanha e leva tiros de espigarda do campanheiro, em Araguacema

Publicado em: Quarta, 13 Janeiro 2021 14:03 Escrito por Redação
Avalie este item
(1 Voto)
  Moradores de Araguacema no Tocantins se comove com caso bárbaro de violência doméstica  Créditos da imagem: Divulgação Moradores de Araguacema no Tocantins se comove com caso bárbaro de violência doméstica

Causou grande comoção nos moradores de Araguacema, interior do Tocantins, o caso bárbaro de violência doméstica ocorrido no início desse ano de 2021. Na noite de 3 de janeiro, a dona de casa Ireni Almeida Chaves foi espancada pelo ex-companheiro, Jonas Britto Bukoski, com murros e pontapés. Logo em seguida, foi levada para um matagal, onde tentou assassina-la com uma arma de fogo tipo espingarda. O agressor disparou três vezes. Nas duas primeiras tentativas, a arma falhou. Na terceira, o tiro atingiu a cabeça da vítima e foi desferido a curta distância. A vítima conseguiu fugir e o agressor chegou ainda a persegui-la, dizendo que “iria terminar o serviço com o facão”.

Ireni caminhou cerca de 8 quilômetros pela mata fechada e lavouras da região. Ela contou que estava descalça e seus pés ficaram cortados. Para continuar a caminhar, ela dividiu o sutiã em dois e amarrou na planta dos pés, improvisando calçados. Após quase 24 horas, chegou a uma estrada vicinal e foi ajudada por um casal que passava pelo local. Ela foi encontrada com o ferimento na cabeça, apresentando hematomas no olho direito, abdômen e nas pernas, além de escoriações e cortes por todo o corpo, ocasionadas pela caminhada através da mata cerrada. No vilarejo, várias pessoas se mobilizaram para socorre-la e, enquanto esperavam a ambulância, o agressor chegou no local procurando pela vítima e só não a localizou porque moradores a esconderam.

foto 6.jpeg

Após, ela foi levada ao Hospital de Araguacema e encaminhada ao Hospital Regional de Paraíso, onde recebeu os primeiros socorros. Os projéteis esféricos de chumbo ficaram alojados em sua cabeça e a vítima aguarda nova avaliação médica, que decidirá se ela será submetida ou não à cirurgia. Hoje Ireni se encontra com quadro de infecção tópica no local do tiro.

foto 2.jpeg

O suspeito negou a autoria do crime e alegou que Ireni tinha problemas psiquiátricos e que ela estaria tentando lhe extorquir dinheiro. Jonas Bukoski já foi preso e condenado duas vezes pela Justiça Federal do Rio Grande do Sul, por circulação de dinheiro falso na região de Passo Fundo. Ficou preso 7 dias e foi solto mediante o pagamento de fiança no valor de R$ 9.330,00.

A pena de 4 anos e 1 mês de reclusão foi substituída por prestação de serviços comunitários.

Ele aguardava a realização de audiência admonitória para iniciar o cumprimento da pena, quando veio a praticar a tentativa de homicídio. A Polícia Militar chegou a efetuar diligências para localizar o agressor, contudo, num primeiro momento ele evadiu da região e, depois de alguns dias, se apresentou na Delegacia de Polícia acompanhado de advogado, para prestar depoimento.

Ireni foi acolhida e atualmente está escondida, pois, o agressor está em liberdade, andando livremente pela cidade. Ela relata que desde os fatos, não viu mais as filhas, que permanecem na casa do ex-companheiro.

Compartilhar nas redes sociais

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias em destaque

O Portal Agora-TO é um site de notícias voltado para a divulgação de informações do Tocantins e do Brasil e é editado sob a responsabilidade da Moara Comunicação Ltda, empresa sucessora da Dias e Vallim Ltda., com 21 anos de experiência na área de comunicação e jornalismo.

Newsletter

Cadastre-se em nosso Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias e novidades do Agora Tocantins.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido. Odiamos spam!