Sábado, 21 Mai 2022

Telefone: 63 3214-1853 | Whatsapp: 63 98403-8418 | E-mail: [email protected]

Carlos Cachoeira presta Depoimento Nesta Terça,22, a CPI

Publicado em: Terça, 22 Mai 2012 08:24 Escrito por
Avalie este item
(0 votos)


Em funcionamento há um mês, a CPI que investiga as relações do bicheiro e empresário Carlinhos Cachoeira com parlamentares e outros agentes públicos finalmente ouvirá nesta terça-feira (22) o pivô do escândalo. Cachoeira será levado do presídio da Papuda, na capital federal, para falar à comissão a partir das 14h, uma vez que seu segundo pedido de habeas corpus para não depor foi rejeitado pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). O contraventor, contudo, deve se manter calado por orientação de seus advogados.



Advogado recomenda a Cachoeira que fique calado

A defesa de Cachoeira conseguiu um primeiro adiamento na semana passada para ter acesso aos inquéritos das operações Vegas e Monte Carlo, da Polícia Federal. Depois de receberem autorização para ler os documentos, os advogados tiveram de quarta-feira (16) até esta segunda-feira (21) para trabalhar. A sala onde funciona a área técnica da CPI, com computadores que contêm os dados, abriu no fim de semana apenas para atender os advogados.



Até agora a CPI não teve nenhum depoimento aberto. Falaram apenas os delegados da PF que conduziram as operações, em sessões sigilosas. O início lento da comissão é atribuído nos bastidores do Congresso a um suposto acordo entre PSDB, PT e PMDB. Três governadores dos partidos, respectivamente Marconi Perillo (Goiás), Agnelo Queiroz (Distrito Federal) e Sérgio Cabral (Rio de Janeiro), têm ligações com a empresa Delta, construtora que teria Cachoeira como sócio oculto.



O próprio presidente da CPI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), já admitiu que a CPI está "meio devagar" e que o depoimento de Cachoeira trará um novo ânimo às investigações que, até agora, não colheram nada além do que já foi descoberto pela PF. Na última quinta-feira, (17), a comissão aprovou convocações de 51 pessoas, mas os governadores não foram chamados.



Até a última sexta-feira, a defesa de Cachoeira tinha passado não mais que três horas examinando os inquéritos de mais de 90 mil páginas. Para o deputado Miro Teixeira (PDT-RJ), membro da CPI e um dos mais antigos parlamentares do Congresso, a defesa de Cachoeira "usa uma tática protelatória" para a comissão esfriar. "Eles não leram porque não quiseram, tempo houve. A CPI precisa andar e o Supremo não deve se meter nisso", disse.



Apesar da presença de Cachoeira, é provável que ele fique calado durante a maior parte da reunião, por orientação de sua defesa. Caso o depoimento seja um fiasco, parlamentares acreditam que o foco se voltará ao deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP). Na semana passada, ele foi flagrado pelo SBT ao enviar uma mensagem ao governador do Rio de Janeiro para alertá-lo que os petistas da comissão estariam trabalhando a favor dele.





Depoimento no Conselho de Ética



A previsão é que Cachoeira fale na quarta-feira (23). Porém, ele pode se recusar a ir ao conselho já que foi chamado como testemunha, e não como réu.



"Ele não vai porque isso pode resvalar no processo penal que ele responde", disse ao jornal Folha de São Paulo a advogada Dora Cavalcanti, da equipe do ex-ministro da Justiça no governo Lula Márcio Thomaz Bastos, advogado de Cachoeira.


Compartilhar nas redes sociais
Portal Agora Tocantins

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias em destaque

O Portal Agora-TO é um site de notícias voltado para a divulgação de informações do Tocantins e do Brasil e é editado sob a responsabilidade da Moara Comunicação Ltda, empresa sucessora da Dias e Vallim Ltda., com 21 anos de experiência na área de comunicação e jornalismo.

Newsletter

Cadastre-se em nosso Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias e novidades do Agora Tocantins.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido. Odiamos spam!