Terça, 14 Julho 2020

Telefone: 63 3214-1853 | Whatsapp: 63 98403-8418 | E-mail: [email protected]

Deputado Zé Roberto vota contra privatizações no Estado do Tocantins

Publicado em: Quinta, 25 Junho 2020 19:29 Escrito por Redação
Avalie este item
(0 votos)
Zé Roberto questionou a ausência de informações técnicas no PL da venda das ações da Energisa e na MP das estradas Zé Roberto questionou a ausência de informações técnicas no PL da venda das ações da Energisa e na MP das estradas

Com voto contrário do deputado Zé Roberto Lula (PT) o Plenário da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto) aprovou a venda das ações pertencentes ao Estado na Energisa e a concessão das estradas estaduais para gestão da iniciativa privada. 

“Nosso mandato está a serviço do povo trabalhador, por isso, toda e qualquer votação na Assembleia que for para pegar o patrimônio público e passar para o particular, eu votarei contra”, afirmou o deputado ao lembrar que a Medida Provisória que passou a administração das estradas estaduais para a iniciativa privada não tramitou nas Comissões. “A Matéria foi avocada pelo presidente da Casa de Leis e aprovada no Plenário sem a devida análise”, disse o deputado ao avaliar que a concessão vai onerar o trabalhador.

“O Estado pegou dinheiro emprestado e fez as estradas, nós estamos pagando com nossos impostos essas estradas. Quando você terceiriza, você vai passar para uma empresa que vai cobrar pedágio, então nós, população, vamos pagar o empréstimo e o pedágio, um grande prejuízo”, disparou o parlamentar.

Poucas informações

Zé Roberto Lula questionou a ausência de informações técnicas no PL da venda das ações da Energisa e na MP que entrega a gestão das estradas para a iniciativa privada. “Na venda das ações pouco se sabe sobre a destinação do recurso de aproximadamente R$ 700 milhões de reais e na privatização das estradas não foi informado nem o modelo que vai ser seguido para a transferência da gestão”, alertou o deputado.

Igeprev

Ainda durante a sessão desta quarta-feira, os deputados estaduais aprovaram a Medida Provisória nº 6, que trata da reestruturação do Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (Igeprev) e com emenda modificativa apresentada pelo deputado Zé Roberto Lula, as aplicações do Igeprev vão ser em fundos de investimento e bancos oficiais.

“Essa emenda minimiza o risco do investimento. Hoje temos aproximadamente R$ 4,2 bi, que é insuficiente para o Igeprev arcar com as suas obrigações. O maior prejuízo ocorreu por recursos aplicados na bolsa em fundos ‘sujos’, fundos que não têm futuro. A emenda propõe que o recurso só possa ser aplicado em banco oficial. Pode ganhar menos, mas é um dinheiro seguro”, explicou o parlamentar. 

Perdas

O deputado lembrou que entre 2011 e 2014, quando os investimentos foram feitos, os prejuízos acumulados pelo Igeprev chegaram a R$ 1,2 bilhão, mais de um terço do patrimônio, com a aplicações em 51 fundos, que já previam em seus regulamentos um alto risco de liquidez, ou seja, era provável que se teria prejuízo.

Compartilhar nas redes sociais

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias em destaque

O Portal Agora-TO é um site de notícias voltado para a divulgação de informações do Tocantins e do Brasil e é editado sob a responsabilidade da Moara Comunicação Ltda, empresa sucessora da Dias e Vallim Ltda., com 21 anos de experiência na área de comunicação e jornalismo.

Newsletter

Cadastre-se em nosso Newsletter e receba em seu e-mail as principais notícias e novidades do Agora Tocantins.

Fique tranquilo, seu e-mail estará 100% protegido. Odiamos spam!