Siga nas redes sociais

Prefeitura cria comitê para simplificar abertura de empresas em Goiânia

A Prefeitura de Goiânia publicou ontem decreto do prefeito Rogério Cruz que institui o Comitê de Gestão Desburocratiza Goiânia (CGDG). A ação visa a contribuição na melhoria, simplificação e celeridade dos procedimentos relacionados à emissão de autorizações e licenças para abertura, localização e funcionamento de empresas na Capital. O objetivo é que os empreendedores goianienses tenham cada vez menos barreiras para estabelecerem suas empresas na cidade, alavancando, assim, a economia local.

 

“Queremos que o comitê contribua para uma cidade cada vez menos burocrática, e possa ajudar os goianienses a empreenderem com menos obstáculos e mais competitividade, fomentando a economia, movimentando o comércio e os serviços de Goiânia, além de gerar empregos para os nossos cidadãos”, explica o prefeito.

O CGDG terá, dentre outras, a missão de planejar, implementar e acompanhar as medidas para desburocratizar, simplificar e dar celeridade aos processos relacionados às empresas, além de estabelecer e executar ações de redução dos atos referentes aos processos de aberturas de empresas.

 

Também serão atribuições do CGDG: auxiliar o órgão de prioridades estratégicas no mapeamento de processos visando à automação; estimular órgãos e entidades públicas no processo de revisão de procedimentos que interfiram na qualidade e agilidade dos processos de abertura de empresas; estabelecer e executar ações que possibilitem a integração total com a plataforma da Junta Comercial do Estado; dentre outras atribuições.

 

Formação do Comitê


O Comitê será formado por representantes da Secretaria Municipal do Desenvolvimento e Economia Criativa (Sedec), Secretaria Municipal de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sictec), Escritório de Prioridades Estratégicas, Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) e Secretaria Municipal de Finanças (Sefin).

 

Cada órgão indicará um titular e um suplente, que serão nomeados por decreto do chefe do Poder Executivo. A coordenação geral do CGDG será da Sedec. A participação no Comitê é considerada prestação de serviço público relevante e não será remunerada. As reuniões ocorrerão em cronograma previamente definido, em caráter ordinário, e sempre que convocado pela coordenação, em caráter extraordinário.

 

O CGDG é mais uma conclusão do Plano de Governo da atual gestão, que já citava o Custo Brasil como impecilho aos empreendedores que enfrentam burocracia na relação com a administração pública. No Plano de Governo já tratávamos do Desburocratiza Goiânia, que seria uma alternativa para facilitar a vida de quem busca a Prefeitura para abrir e operar empresas na Capital”, lembra o prefeito Rogério.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo