Siga nas redes sociais

Prefeitura investe em segurança no trânsito com implantação de motoboxes e faixas elevadas

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM), investe na construção de melhorias para a mobilidade, com equipes dedicadas ao trabalho de revitalização e implantação de sinalização viária em todas as regiões da cidade. A gestão também implanta motoboxes e faixas elevadas para ampliar a segurança da população e melhorar o fluxo de pedestres, ciclistas e outros atores do trânsito.

“Determinamos a realização de estudos e criação de força-tarefa para que toda a cidade tenha sinalização adequada. Mais de 350 bairros já receberam os trabalhos. Em 2023, foram realizados em média 300.000m² de sinalização viária na Capital e mais de 2 mil faixas de pedestres foram revitalizadas e implantadas”, afirma o prefeito Rogério.

O trabalho da Mobilidade inclui a realização de estudos técnicos sobre origem e destino para a retirada de semáforos de terceiro tempo, implantação de faixas de pedestres elevadas e de motoboxes, espaços reservados aos motociclistas que garante a sua segurança, e tiveram boa adesão dos goianienses.

Outras iniciativas incluem o trabalho de sincronização de semáforos (onda verde), melhorias no corredor da T-7 e mudanças no sentido de vias, com a criação de novos corredores no Jardim América, um dos bairros mais populosos da Capital, na região do Novo Mundo, da 44, Alto da Glória e Vila Redenção, dentre outros.

Motoboxes
Segundo o diretor de Trânsito da Mobilidade, Horácio Ferreira, não há atualmente qualquer especificidade no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) para autuação aos condutores de outros veículos que param ou que estacionam o veículo nesse espaço, denominado motobox. “Contamos sempre com a educação dos condutores dos demais veículos em entender que a via é um espaço público e que todos precisam ter responsabilidade com a segurança viária”, destaca.

Quanto ao seu funcionamento, o diretor explica que os motociclistas não são obrigados a utilizarem a faixa. Porém, aquele que deseja deve chegar até o espaço sem comprometer a segurança viária, sem colocar em risco os pedestres, ciclistas e também os demais condutores de automóveis e outros veículos.

“O principal objetivo das faixas de espera para motocicletas, também conhecidas como motobox, é retirar os motociclistas do conflito maior no momento da saída dos veículos quando ocorre a face verde dos semáforos. Isso proporciona maior segurança aos motociclistas, a agilidade na liberação destes veículos no cruzamento, ao mesmo tempo em que proporciona segurança para os condutores de automóveis e outros veículos de maior porte”, detalha Horácio Ferreira.

 

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo