Siga nas redes sociais

Projeto na ETI Cora Coralina estimula leitura com participação das famílias dos alunos

Foto: Divulgação

Uma iniciativa da professora Angelita Faria, que trabalha com o segundo ano do Ensino Fundamental na Escola de Tempo Integral (ETI) Cora Coralina, busca conscientizar seus alunos da importância do desenvolvimento da leitura e escrita ao mesmo tempo em que proporciona momentos de integração entre colegas, professores e familiares. O lançamento do projeto Leitura em Ação – Solte sua Imaginação será nesta quarta-feira, 20, a partir das 16 horas, na sala número 12 da escola.

A ideia central do projeto parte do pressuposto de que a leitura é o principal vínculo do aluno com o processo de aprendizagem, ou seja, conhecer os mecanismos que levam ao desenvolvimento da leitura e escrita partindo do alfabeto, famílias silábicas, palavras e frases até formar textos. A interpretação tanto oral como escrita são essenciais.

“Noticiários e propagandas comerciais, por exemplo, trazem textos ricos que apresentam assuntos diversificados, mas que muitas vezes passam despercebidos pela falta da prática de leitura. Por isso é necessário um planejamento de aula que vise aproximar o educando da prática da leitura utilizando memórias afetivas, com cadernos, fichas de leitura, textos diversos e livros infantis como recursos na ampliação do conhecimento”, explica a professora.

A metodologia prevê a pontuação semanal dos alunos, considerando organização dos cadernos, capricho, atividades realizadas no tempo previsto e vistos recebidos semanalmente. Para estimular a participação dos pais nas atividades, sua presença em cada uma das quatro reuniões previstas também conta pontos na ficha do aluno. Serão 12 semanas de atividades no primeiro semestre e mais 14 no segundo, quando acontece a gincana da leitura prevista para dezembro.

Entre os objetivos que se pretende alcançar estão desenvolver o hábito de leitura, reconhecer os vários tipos de texto, estimular a leitura oral, ampliar o repertório de leitura, encorajar o pensamento crítico, desenvolver a escrita e a oralidade e estabelecer a leitura como ferramenta fundamental na construção do conhecimento.

“Ao unir esforços da escola, família e comunidade em prol da leitura, estamos proporcionando às crianças não apenas o acesso a conhecimentos, mas também a oportunidade de se tornarem cidadãos mais conscientes, sensíveis e preparados para enfrentar os desafios do mundo contemporâneo”, conclui a professora Angelita.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo