Siga nas redes sociais

Representantes da Força Jovem de Gurupi discutem propostas com Carlesse


Na manhã deste domingo, 19, Mauro Carlesse recebeu em sua residência, representantes da Força Jovem de Gurupi. O objetivo foi apresentar ao candidato as principais cobranças de benefícios para a juventude Gurupiense. Os temas discutidos foram: oportunidades de emprego, educação superior, segurança, trânsito e transporte.

Diogo Ribeiro cursa agronomia na UFT e diz que é preciso investir em geração de emprego para os jovens que saem da universidade. “Os jovens se formam aqui, mas se quiserem exercer a profissão para o qual estudou tanto tempo precisam sair da cidade e até mesmo do Estado” reclama o estudante.

Outra cobrança foi em relação ao transporte coletivo. Juliana Sousa diz que muitas vezes os estudantes da UFT chegam atrasados na aula porque em alguns horários os ônibus não vão até a UFT. “É uma coisa simples e que eu sei que pode ser resolvido se o poder público cobrar porque nós sozinhos não podemos fazer nada”, declarou Juliana Sousa.

Mauro Carlesse concordou que é simples de resolver a situação. “Vamos cobrar mais qualidade, mais ônibus para que circulem em todos os horários que forem necessários, assim não prejudica ninguém”, disse Carlesse. 

Outras cobranças foram um cinema, espaço para teatro e também incentivo para a realização de shows evangélicos para Gurupi. “Não só para a juventude, isso é para todos os gurupienses, aqui não tem opções de lazer. Precisamos de muitas coisas, incentivo para os jovens não entrarem no mundo das drogas”, destacou um dos jovens.

O candidato acredita que tudo o que foi discutido durante o encontro é possível de ter em Gurupi. “É por isso que quero administrar com planejamento, com projetos e ouvindo todos os gurupienses. Temos o objetivo de atrair indústrias para Gurupi que vão movimentar a economia da cidade, gerar emprego e com tudo isso vamos conseguir ter tudo o que esses jovens estão cobrando. Quero também incentivar o esporte, é uma forma de afastar os jovens das drogas  porque terão outras opções”, concluiu.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo