Siga nas redes sociais

Secult Goiás tem 11 projetos aprovados no novo PAC para a Cultura

Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) teve 11 projetos aprovados (de 13 cadastrados) no novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Entre eles, nove são para o Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) da Cultura e dois para obras de restauro. Serão destinados aos projetos cerca de R$ 10 milhões, que devem ser liberados ainda neste ano. O PAC faz parte das ações do Ministério da Cultura (MinC), com investimentos da Política Nacional Aldir Blanc (Pnab).

Os trabalhos de restauro incluem a contratação de projetos de engenharia para o Teatro Goiânia e o Palácio Conde dos Arcos, na cidade de Goiás. As outras nove propostas aprovadas contemplam municípios goianos que constam no Edital CEU da Cultura.

As cidades selecionadas são: Águas Lindas de Goiás, Luziânia, Cidade Ocidental, Hidrolândia, Padre Bernardo, Quirinópolis, Santo Antônio do Descoberto e Trindade. Os municípios receberão recursos para a execução de projetos de reforma e conclusão de espaços de vivência cultural.

De acordo com o programa, esses espaços serão construídos, principalmente, em áreas de vulnerabilidade social e têm como objetivo promover a integração entre a cultura, esporte, lazer, formação e produção criativa. E ainda promover a inclusão social, digital e mobilização popular, além de promover ações de prevenção à saúde e combate à violência. Dados oficiais mostram que as áreas que contam com os espaços do CEU da Cultura apresentam redução significativa nos números de violência e evasão escolar.

Para a secretária de Estado da Cultura, Yara Nunes, o empenho da Secult Goiás em trazer recursos federais para o segmento cultural goiano deixará um legado material. “Esse resultado positivo é a prova de que estamos atentos às oportunidades e aos prazos, pois a nossa meta é que a cultura esteja viva em cada município goiano”, ressalta.

O CEU da Cultura é um espaço público de uso cultural e caráter comunitário, composto por ambientes para expressão corporal e atividade física, arte e educação, trabalho e renda, meio ambiente, entre outras atividades interrelacionadas à cultura.

 

Fonte: Tribunal do Planalto

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo