Siga nas redes sociais

Servidores municipais ouvem propostas dos candidatos no 1º Encontro de Ideias Políticas


 Nesta quinta-feira,30, os servidores participaram do 1º Encontro de Ideias Políticas realizado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Palmas (Sisemp).

Na abertura do evento, o Presidente do Sisemp, Carlos Augusto de Oliveira, falou da importância dos servidores conhecerem o plano de governo dos prefeituráveis e, considerou o evento como uma oportunidade para que aqueles possam escolher o próximo gestor de forma mais equilibrada.

Carlos Augusto ainda declarou que a Administração Municipal não pode fazer uso dos sindicatos como manobra política, pois a valorização do servidor deve começar pelos poderes.

Além disso, o Presidente ressaltou sobre as conquistas já adquiridas pelo sindicato. “Após diversas reivindicações, conseguimos o reajuste das tabelas dos vencimentos-base dos servidores ao percentual de 3%. O recebimento do retroativo das progressões e a construção da nova sede representam uma luta árdua, mas que, ao mesmo tempo, demonstram muito a nossa evolução”, finalizou Carlos Augusto.


Apresentação dos candidatos

Conforme a sequência de nomes fornecida pelo TSE (ordem alfabética), cada candidato teve 20 minutos para apresentar suas propostas.

Abelardo Gomes

Brevemente, Abelardo falou da importância de realizar concursos públicos e implantar um plano de saúde para os servidores. Segundo ele, o enquadramento dos servidores é uma obrigação da qual ele revela o seu comprometimento. Sobre a reestruturação do Estatuto do Servidor, o candidato disse que é um trabalho que será feito juntamente com essa entidade sindical.

Professor Adail

Professor Adail foi o segundo a se apresentar. De acordo com o candidato, “quando se trata de moradia, o compromisso da família torna-se primordial”. Diante disso, Adail declarou que é preciso que sejam realizados programas de moradias destinados especificamente para os servidores municipais. O candidato ressaltou que, se eleito, todo o secretariado se servidores efetivos.

Carlos Amastha

Segundo Amastha, a negociação está em seu sangue. E, portanto, ele acredita que estará aberto para as negociações com os servidores. A proposta mais frisada pelo candidato foi sobre a realização de concurso público. Com isso, Amastha diz que espera acabar com o comissionado no funcionalismo público municipal.

Fábio Ribeiro

O candidato teceu fortes críticas sobre o atual salário dos servidores, além de destacar sobre as más condições de trabalho. Fábio Ribeiro falou da importância de uma gestão integrada para o cumprimento das metas. Como promessa de governo, afirmou que irá preparar pessoas para ficarem à frente dos cargos técnicos. Diante dos presentes, o candidato declarou que irá protocolar no Sisemp, um estudo sobre o tempo final das tabelas.

Luana Ribeiro

A candidata iniciou a sua apresentação afirmando que reconhece a força que o sindicato exerce na esfera pública municipal. Luana pontuou sobre a qualificação dos servidores e, disse que irá organizar a “casa”: através da informatização em todas as áreas; reestruturação do plano de saúde, pois, segunda a candidata, o atual ainda possui um alto custo e a realização de concursos públicos. Luana Ribeiro disse que irá manter a carga horária para seis horas por dia. Ao final, entregou ao Presidente Carlos Augusto um documento que relata o seu plano de Governo o qual pode ser conferido no site de campanha da candidata.

Dr. Luciano

O sexto candidato a se apresentar mencionou sobre a valorização do servidor em relação aos concursos públicos. Considerou uma imoralidade, mais da metade da população viver fora do plano diretor da Capital. Por último, destacou a dificuldade dessa entidade sindical em conseguir um terreno próprio para a instalação da futura sede.

Marcelo Lelis

Logo no início do discurso, Lelis falou que irá ter um diálogo direto com os servidores. Pontuou como prioridades, os auxílios insalubridade e periculosidade, alimentação e transporte, realização de concurso, concessão das progressões e plano de saúde. O Candidato afirmou que os concursos públicos aconteceram de modo gradativo e, chegou a considerá-los como saudável para a máquina pública municipal. O candidato questionou aos servidores se os mesmos recebem auxílio saúde de R$ 4,00 reais e, demonstrou revoltado com a questão. Ainda ressaltou sobre a criação de um Plano Moradia aos servidores com a parceria da Caixa Econômica Federal. No final da apresentação, Marcelo Lelis assinou um acordo público e entregou ao Presidente do Sisemp.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo