Siga nas redes sociais

Tocantins registra aumento de 43% de candidaturas a vice-prefeita nas últimas eleições, informa TRE-TO

O Estado do Tocantins registrou um aumento de 43,20% de candidaturas ao cargo de vice-prefeita na comparação entre as eleições de 2016 e 2020. Nos dois últimos pleitos municipais houve um total de 197 candidatas a vice-prefeita. Em 2016, foram 81. Em 2020, o registro foi de 116, um salto de 35 candidatas. De 197 candidatas, 58 foram eleitas, equivalente a 29,44% do total.

A informação está no Portal de Dados Abertos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os dados do Tocantins foram compilados pela Assessoria de Comunicação (Ascom) do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO).

Em 2016
Nas eleições municipais de 2016, o Estado teve um total de 151 candidatas a prefeitas e vice-prefeitas, ao todo, 50 mulheres foram eleitas, ou seja, 33,11%. Desse total, foram registradas 81 candidatas a vice-prefeita, ou seja, 53,64% das candidatas disputaram ao cargo. Destas, 26 foram eleitas, o que equivale a 32,09% de candidatas eleitas a vice.

Em 2020
Já nas eleições municipais de 2020 o Tocantins teve 188 candidatas a prefeitas e vice. Destas, 116 eram de candidaturas a vice-prefeitas, o que significa que 61,7%. Foram eleitas 32, o que equivale a 27,58% de candidatas eleitas a vice-prefeita em 2020.

Programa TRE-TO
Para incentivar o protagonismo da mulher no processo político, a Justiça Eleitoral do Tocantins desenvolve ações que fomentam a participação do gênero feminino. O programa permanente “+ Mulher + Democracia” é um exemplo de iniciativa que visa, por meio de debates, conscientizar a participação não somente por meio do voto, mas também como representante.

Justificativa
De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a explicação para o aumento da quantidade de candidatas a vice pode estar associada ao modo como ocorrem as campanhas eleitorais em cidades menores, o que pode melhorar a chance de vitória feminina na disputa à prefeitura. Diante disso, o crescimento de mulheres concorrendo para vice-prefeita pode estar atrelado à cultura partidária na distribuição do financiamento partidário.

No Brasil
Em nível nacional, a parcela de candidaturas de mulheres ao cargo de vice-prefeita cresceu 21% na comparação entre as eleições de 2016 e o pleito de 2020.

O debate em torno do tema mostra que, desde 2020, houve avanço na efetiva participação feminina no processo eleitoral brasileiro. Os números dos últimos pleitos refletem essa evolução: entre 2016 e 2020 (eleições municipais), houve aumento de 18% no número de candidatas. Entre 2018 e 2022 (eleições gerais federais e estaduais), esse aumento foi de 7,5%. No total de mulheres eleitas, o aumento foi de 17,5% entre 2016 e 2020. Entre 2018 e 2020, foi de 8,36%.

Clique aqui e confira mais números nacionais.

Crescimento de candidaturas femininas é maior em cargos de vice-prefeita

 

Objetivos estratégicos:
Aprimorar mecanismos de atendimento ao cidadão;
Aprimorar mecanismos de transparência pública;
Fomentar a educação política da sociedade.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo