Siga nas redes sociais

Trabalho eficiênte de inteligência da Policia Civil do Tocantins da bons resultados


De acordo com o delegado titular da Denarc, Rossílio Souza Correia, a maioria das prisões se deu graças ao trabalho de inteligência da Polícia Civil, principalmente por intermédio do trabalho de campo, monitoramento dos pontos de vendas de drogas, cumprimento de mandados de busca, representação de prisão temporária e prisões preventivas, cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar, entre outros inquéritos.


“Nós estamos trabalhando dia e noite para coibir o tráfico de entorpecentes na Capital e acreditamos que estamos no caminho certo, pois estamos dando uma resposta à sociedade, prendendo traficantes toda semana e, é claro fechando pequenas, médias e grandes bocas de fumo em Palmas”, frisou Rossílio.


2012


Somente no ano de 2012, a Polícia Civil prendeu 56 pessoas e concluiu mais de 40 inquéritos policiais. Nos últimos 30 dias foram realizadas três grandes operações de combate ao tráfico de drogas, onde foram cumpridos quase 40 mandados de busca e apreensão. O resultado foi a prisão de 20 pessoas, além da apreensão de mais de 7 kg de crack.


Ainda segundo o Delegado Rossílio, a maioria das pessoas presas por tráfico de drogas ainda encontra-se recolhida na Casa de Prisão Provisória de Palmas. O motivo é que o tráfico e a associação para o tráfico são crimes inafiançáveis e que, em alguns casos, não cabe pedido de liberdade provisória sem fiança. O que obriga o traficante a ficar preso até a condenação final.


Rossílio afirmou ainda que a expectativa da equipe da Denarc é superar, em 2012, as apreensões feitas no ano de 2011. No último ano, a Polícia Civil apreendeu 8.360,14 kg de crack, 126.552,51 kg de maconha, 3.033,04 kg de cocaína e ainda 36,78 gramas de haxixe.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo