Siga nas redes sociais

Unitins chega aos 34 anos com uma história repleta de conquistas

A Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) Passou por profundas transformações no decorrer desses anos e hoje é referência em ensino de qualidade na Região Norte do País - Foto: Divulgação

A Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) comemorou na ultima quarta-feira, 21, seus 34 anos com uma história repleta de conquistas. É a Universidade com a maior presença geográfica no Estado. Possui cinco câmpus – Araguatins, Augustinópolis, Dianópolis, Paraíso do Tocantins e Palmas – instalados em regiões estratégicas; e 15 polos do Projeto de Interiorização Universitária Tecnológica (TO Graduado) – Araguaçu, Arapoema, Campos Lindos, Caseara, Colinas, Colmeia, Guaraí, Itacajá, Miranorte, Natividade, Paranã, Palmas, Ponte Alta, Sítio Novo e Xambioá – espalhados de norte a sul do Tocantins, contemplando todas as regiões do Estado.

Passou por profundas transformações no decorrer desses anos e hoje é referência em ensino de qualidade na Região Norte do País. O curso de Direito da Unitins Câmpus Palmas, por exemplo, é o melhor do Estado, de acordo com o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2023. O curso tem conceito 4 e obteve, no ano passado, um aumento de 19% em relação à nota de 2018: passando de 3,18 para 3,79, colocando-o em primeiro no ranking das instituições de ensino superior do Tocantins.

Dos cinco melhores cursos de Direito do Estado, a Unitins oferta três deles: nos câmpus Palmas, Dianópolis e Augustinópolis.

O desejo de fazer parte desta família tem crescido a cada ano. No vestibular 2024/1, a Instituição registrou recorde de inscritos: foram mais de 14 mil candidatos. A equipe gestora da Unitins acompanha de perto este crescimento e fala com orgulho desta biografia que vem sendo escrita.

Orgulho

A história da professora doutora Kyldes Batista Vicente com a Unitins se iniciou em 2001. Ela foi docente na área de Língua Portuguesa nos cursos de Letras e História ofertados em Porto Nacional e, atualmente, é pró-reitora de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (Proex). Em 2005, durante os cursos EaD, Kyldes atuou em administração contábil e fez parte da implantação do setor de material impresso, responsável por elaborar todo o material desses cursos. Ela também foi a primeira coordenadora do curso de Letras, em Palmas, na modalidade a distância.

“Eu tenho muito orgulho do meu percurso na Unitins, instituição que eu escolhi ficar, nunca quis ir para outra. Fiz o concurso da Unitins em 2014 e, desde então, busco fortalecer esses vínculos, levar para toda a sociedade o quanto a Instituição é grande e tem uma história importante para o Tocantins”, frisa a docente.

A pró-reitora destaca que a Unitins conseguiu alcançar um lugar de destaque, apesar dos muitos percalços durante a sua história. “A Universidade alcança hoje, na gestão do professor Augusto e da professora Darlene, um lugar de brilho, um lugar de trabalho, um lugar de Ensino, Pesquisa e Extensão para o Tocantins e eu tenho orgulho disso”, declara.

A pró-reitora de Graduação, Alessandra Ruita Czapski, também fala com entusiasmo da sua história na Unitins e da importância da Instituição na vida de milhares de famílias tocantinenses. “Falar da Unitins é um orgulho e emoção, orgulho por cumprir nossa missão de ensino superior com muito trabalho, dedicação e qualidade, e emoção por fazer parte dessa história que cada vez mais solidifica uma identidade cheia de conquistas, que espelha o compromisso de todos docentes e técnicos que trabalham e honram os projetos da nossa IES. Nessa família aprendi muito, conquistei espaços e alcancei objetivos que me amadureceram como profissional e como pessoa. Sou muito grata por poder dizer: essa é a minha casa e amo ser Unitins”, destaca.

Ocupando o cargo de pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), Ana Flávia Gouveia de Faria, docente efetiva da Instituição, já esteve, também, do outro lado: como acadêmica. “Desde que comecei na Unitins, no final de 2015, quis fazer a diferença, trazendo tudo que aprendi para cá. Acompanho de perto este crescimento, trabalhando para que seja sempre maior, vejo a Unitins se tornar destaque no Estado, e a expectativa é que seja também da região Norte e depois, nacional”, diz Ana Flávia.

O pró-reitor de Administração e Finanças, Ricardo de Oliveira Carvalho, tem uma história mais recente junto à Unitins, está nos quadros da Universidade há cinco anos, mas nem por isso a admiração e a dedicação são menores. “É uma história vitoriosa, de muita construção, de muitas mudanças, de muitos investimentos. E sou muito feliz em fazer parte de uma instituição com esse fim social tão bonito, de levar o ensino superior para o nosso Estado do Tocantins, através de uma gestão moderna, que pensa grande e se preocupa com as pessoas, com o cuidado, com o trato, com o servidor e com as melhorias”, destaca o pró-reitor, elencando mudanças no campo estrutural e na aquisição de equipamentos nos últimos anos, para proporcionar ambientes mais confortáveis à comunidade acadêmica e servidores capacitados.

“A gente espera que continue nesse ritmo, crescendo cada vez mais porque serão dias ainda melhores para a nossa Instituição”, acrescenta o pró-reitor.

Consolidação

Há quase duas décadas a professora doutora Darlene Teixeira Castro faz parte da história da Unitins e, desde 2018, a docente ocupa o cargo de vice-reitora na Instituição. “Foi aqui que dei os meus primeiros passos na docência universitária, amadureci o meu processo pedagógico, aprofundei-me na pesquisa científica e tive a oportunidade de fazer o meu doutorado, em um convênio da Universidade com a UFBA. Foi na Unitins que tive oportunidade de assumir cargos na gestão e hoje, com a confiança e voto da comunidade acadêmica, estou na Vice-Reitoria. E com muita responsabilidade e compromisso que assumo essa missão e tenho muito orgulho de estar contribuindo para a consolidação do Ensino Superior no Estado do Tocantins”, relata a vice-reitora.

O reitor da Unitins, professor Augusto Rezende, ressalta a importância da missão da Universidade para o Tocantins, e que em 34 anos se tornou uma Instituição forte, interiorizada, que gera oportunidades e forma mão de obra qualificada.

“A Unitins transforma vidas, trazendo esperança para os jovens, para as famílias e que também emprega muitas pessoas. Então, a Universidade hoje tem um quadro de técnicos e docentes que vivem em função dessa entrega da Universidade para a sociedade. E isso traz desenvolvimento, empregabilidade, e o desenvolvimento do Ensino, da Pesquisa e Extensão. Mais uma vez, a Universidade comemora seu aniversário na certeza do bem e da importância dela para o desenvolvimento do Estado do Tocantins”, conclui o reitor Augusto Rezende.

Comemoração

Para celebrar os 34 anos da Universidade, uma programação especial será realizada no dia 27 de fevereiro, na Sede Administrativa, em Palmas. Haverá palestras, entrega de placas homenageando os servidores pelo tempo de serviço e coffee break.

História

A história da Unitins tem início em fevereiro de 1990. Foi autarquia, fundação pública de direito privado, cedeu parte de seu patrimônio e servidores à Universidade Federal do Tocantins (UFT), atuou somente na oferta de cursos telepresenciais, voltou à oferta de vestibular e cursos presenciais, em 2010, e se tornou autarquia novamente, em 2016. É responsável por uma profunda transformação na área da educação superior do Tocantins.  Em mais de três décadas já formou mais de 90 mil profissionais.

A Unitins conta atualmente com mais de quatro mil alunos matriculados, cerca de 300 professores e mais de 400 servidores técnicos administrativos. Além disso, possui unidades de pesquisa nos municípios de Formoso do Araguaia, Miranorte, Araguaína e está presente em Porto Nacional com o Núcleo Tocantinense de Arqueologia (Nuta).

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo