Siga nas redes sociais

Vereador Lúcio Campelo denuncia precariedade dos Correios no Tocantins


O vereador Lúcio Campelo (PR) voltou a tratar nesta quarta-feira, 9, do problema da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos no Tocantins. Disse que o diretor regional Paulo Werneck pode pedir ações das agências de Goiás e de Brasília para melhorar os serviços e as condições das agências do Tocantins, mas não o faz.


“Queria que ele me explicasse por que, no entorno do Palácio Araguaia, tem quatro agências e no Taquaralto, com 100 mil habitantes, tem apenas uma”, questionou. De acordo com documento do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos lido pelo vereador, o número de trabalhadores é insuficiente e o mobiliário deficiente.


Lúcio Campelo disse que vai visitar agência por agência e, depois, a Brasília, para saber se há falta de recursos ou de competência para resolver os problemas da empresa no Tocantins.


Parcelamento do solo

O vereador Milton Neris (PR) destacou nesta quarta-feira, 9, a necessidade de rever a Lei nº 468, de janeiro de 1994, que dispõe sobre o parcelamento do solo. Para tanto, apresentou projeto de lei, determinando que 15% de cada loteamento sejam destinados a programas de interesse social.


Explicou que o objetivo é corrigir a revogação na lei do artigo que destinava 12% de cada lote para contrapartida social, ocorrida em 2001. Disse que o objetivo é diminuir o déficit habitacional e, ao mesmo tempo, incentivar o crescimento da cidade.


O vereador Carlos Braga (PMDB) lembrou que, em Goiânia, a medida levou à criação de uma espécie de banco de lotes que a Prefeitura pode vender, usando os recursos para construir moradias populares.


Identificação das quadras e ruas

A vereadora Cirlene Pugliesi (PMDB) apresentou requerimento para que Prefeitura faça a sinalização das vias públicas e quadras da Capital. Falou sobre a dificuldade dos visitantes e até mesmo para os moradores de achar os lugares que procuram, porque não há placas de identificação, inclusive nas ruas internas das quadras.

Compartilhar nas redes sociais
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Artigos relacionados

Notícias Em destaque

Pular para o conteúdo